Instagram freia mudanças no feed após repercussão negativa

Chefe do Instagram diz que dados da própria empresa mostram que as pessoas realmente não estão curtindo as mudanças

O Instagram, em sua busca de ser cada vez mais parecido com o TikTok (chamamos de tiktokização da plataforma), atraiu uma avalanche de críticas negativas na última semana, especialmente após a realização de testes com tela cheia, similar à rede social chinesa.

Pois a empresa está voltando atrás nesses experimentos e vai essa abandonar estes testes nas próximas semanas, disse o chefe do Instagram, Adam Mosseri, ao jornalista Casey Newton, da newsletter Plataformer.

QUE MAIS? A empresa também vai reduzir o número de posts recomendados – aquelas coisas que podem ser muito boas (tipo cachorros) ou lixos completos, como violência policial ou propaganda política.

"Estou feliz que assumimos um risco – se nós não fracassarmos de vez em quando, não estaremos pensando grande ou ousadamente", disse Mosseri. "Mas nós definitivamente precisamos dar um grande passo para trás e reagrupar."

Mosseri também disse que dados internos da empresa mostram que as pessoas realmente não estão curtindo as mudanças do Instagram.

DEIXOU A BATALHA, NÃO A GUERRA. Segundo Newton, o executivo deixou claro que a retirada do Instagram agora "não é permanente", especialmente porque precisa concorrer com o TikTok – que continua ganhando mercado e popularidade.

Texto Sérgio Spagnuolo
Edição Alexandre Orrico

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca