Coronavírus: contratos sem licitação do Ministério da Saúde superam R$2,7 bilhões

Principal gasto é com ventiladores pulmonares (R$1,6 bilhão), seguido de equipamentos de proteção individual (R$820 milhões)

Publicado em 20/04/2020 00:00

Arquivado em governo

Palavras: 430 · Leitura: 1 min


Este conteúdo foi publicado em 2020, e pode pode estar desatualizado ou obsoleto. Evite compartilhá-lo fora de contexto.
Rodolfo Almeida