Moraes determina remoção de conteúdos falsos sobre Lula e PT

Ministro deferiu pedido do PT para que contas de extrema-direita excluam notícias falsas sobre Lula e fixa multa para descumprimento

O ministro Alexandre de Moraes, presidente em exercício do Tribunal Superior Eleitoral, determinou em decisão no domingo (17.jul.2022) que políticos de extrema-direita, veículos de comunicação de direita e canais de YouTube excluíssem conteúdos falsos sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, acatando um pedido do Partido dos Trabalhadores.

Na decisão, Moraes determinou:

  • que os representados removam o conteúdo e que a não-remoção acarretará em multa diária de R$10 mil.
  • a identificação dos responsáveis pelos canais de Youtube DR News e Políticabrasil24 e pelos perfis de Gettr Titio 2021 e Zaquebrasil.
  • que os representados se abstenham de fazer novas postagens ou compartilhar conteúdos objetos da ação, sob pena de multa de R$15 mil em caso de descumprimento.

As partes representadas:

  • deputado Federal Otoni de Paula (MDB-RJ)
  • Jornal da Cidade Online
  • José Pinheiro Tolentino Filho - jornalista e editor-chefe do Jornal da Cidade Online
  • Carlos Eduardo Martins - empresário
  • Max Guilherme Machado de Moura - assessor especial do Presidente da República
  • senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ)
  • deputada federal Carla Zambelli (PL-SP)
  • Jornal Minas Acontece
  • Pedro Alencar Azevedo - sócio-proprietário do Jornal Minas Acontece
  • Cláudio Gomes de Carvalho
  • deputado federal Hélio Lopes (PL-RJ)
  • Gilney Gonçalves da Silva - empresário
  • responsáveis pelo canal de Youtube DR News
  • responsáveis pelo canal de Youtube Política24brasil
  • responsáveis pelo perfil de Gettr Titio 2021
  • responsáveis pelo perfil de Gettr Zaquebrasil

O ministro Alexandre de Moraes afirma que "há nítida percepção de que as mentiras divulgadas objetivam, de maneira fraudulenta, persuadir o eleitorado a acreditar que um dos pré-candidatos e seu partido, além de terem participaram da morte do ex-prefeito Celso Daniel, possuem ligação com o crime organizado, com o fascismo e com o nazismo, tendo, ainda igualado a população mais desafortunada ao papel higiênico."

Moraes diz ainda que "o sensacionalismo e a insensata disseminação de conteúdo inverídico com tamanha magnitude pode vir a comprometer a lisura do processo eleitoral".

Contexto: Na petição inicial, o Partido dos Trabalhadores alega a "veiculação de propaganda eleitoral antecipada negativa por meio de notícias falsas, descontextualizadas ou sem demonstração de provas" por meio das redes sociais e veículos de comunicação "que divulgam matérias tendenciosas e parciais". O objetivo, segundo a petição, é de desincentivar o voto no ex-presidente Lula numa possível candidatura.

A ação do PT baseia-se em três notícias falsas ou descontextualizadas:

1. Uma falsa narrativa que correlaciona o PT, Lula, o Primeiro Comando da Capital (PCC) e o sequestro e assassinato de Celso Daniel em 2002.

2. Uma fala do ex-presidente que foi tirada de contexto para sugerir que ele tenha comparado "pobres a papel higiênico".

3.  Falas do ex-presidente retiradas de contexto para sugerir uma associação entre o PT, o fascismo e o nazismo.

Os pedidos: Na ação, o partido solicita que a liminar seja deferida e que se determine que os autores ou pessoas e páginas que compartilharam as postagens excluam o conteúdo e se abstenham de publicar e veicular notícias com o mesmo teor.

Na semana passada, Moraes já havia determinado a exclusão de um vídeo com conteúdo falso sobre o pré-candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, que circulava no Telegram.

Texto Laís Martins
Edição Alexandre Orrico

Faça parte da conversa

Reações de apoiadores
carregando reações...

Apoie o Núcleo para publicar seu comentário, reagir à matéria e participar da conversa. Caso já seja apoiador ou apoiadora, faça login abaixo sem senha, usando apenas seu email.


Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca