Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Parece que o Nitter, front-end alternativo e com mais privacidade do X (antigo Twitter), subiu no telhado.

O QUE HOUVE? Há dias a instância principal dos desenvolvedores, nitter.net, está inacessível. O motivo foi a não renovação de certificados digitais do domínio.

No repositório do projeto, no GitHub, alguém questionou se esse problema seria resolvido.

O criador do projeto, Zed (@zedeus), respondeu dizendo que o “Nitter morreu”.

Um pouco depois, alguém perguntou se isso significava que a instância principal não voltaria ou se o desenvolvimento do sistema seria encerrado.

Zed respondeu “ambos”.

CONTEXTO. O Nitter é (ou era…) um front-end alternativo para o X.

Com ele, era possível acessar o conteúdo do X (posts, perfis e resultados de pesquisas) sem ter que acessar o site do X.

Além do ganho em privacidade, o Nitter era mais leve e rápido para carregar. Havia outras vantagens ainda, como a oferta de feeds RSS.

Em 2023, já sob o comando de Elon Musk, mudanças no X para supostamente combater robôs de IAs respingaram no Nitter.

O projeto conseguiu contornar a restrição a perfis completos e fios, que passaram a ser acessíveis apenas logados, criando centenas de contas que eram usadas em rodízio.

A solução funcionou por um tempo, ainda que fosse tecnicamente complexa. Aparentemente, no fim o X venceu a briga de gato e rato com o Nitter.

Algumas instâncias do Nitter, como nitter.cz e nitter.adminforge.de, ainda estão funcionando. Ninguém sabe até quando.

O QUE MAIS? Outros front-ends alternativos para o X, como o Fritter e o Squawker, ambos apps para Android, também não estão mais funcionando.

Via Órbita.

Post feito em parceria com o Manual do Usuário

Twitter/XManual do Usuário
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.