Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

O Snapchat está retirando seu drone do mercado e reembolsando consumidores devido ao descobrimento de risco de incêndio nas baterias dos dispositivos voadores.

NÃO SABIA? O drone, que custava US$ 230 (R$ 1.130 na cotação atual), podia ser lançado da palma da mão para filmar imagens sincronizadas automaticamente com o Snapchat.

NÃO VINGOU. A empresa resolveu parar de atualizar os drones em ago.22, apenas quatro meses após o lançamento.

Na época, o CEO Evan Spiegel optou por não comentar sobre a interrupção na produção — todo mundo achou estranho, já que o drone tinha sido um sucesso de vendas. Foram vendidas cerca de 70 mil unidades.

RECALL. O recolhimento e reembolso dos drones vem após quatro relatos de abaulamento da bateria — quando elas incham, causando risco de explosão —, um incêndio e um “ferimento leve”.

Tanto a empresa quanto a Comissão de Segurança de Produtos de Consumo dos Estados Unidos afirmaram aos donos dos drones ser necessário “parar imediatamente de usar a Pixy Flying Camera, remover a bateria e cessar o carregamento”.

Via The Verge (em inglês)

Snapchat
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.