STF tem dia peculiar para advocacia mas gostoso para memes

O auge foi a confusão entre "O Príncipe" de Maquiavel e "O Pequeno Príncipe"

Durante o julgamento dos envolvidos nos ataques golpistas de 8 de janeiro, nesta quinta-feira (14.set), no STF, o advogado de um dos réus confundiu "O Pequeno Príncipe", de Antoine de Saint-Exupéry, com "O Príncipe", de Nicolau Maquiavel.

E ainda chamou o Pôncio Pilatos de "Afonso Pilatos".

O Alexandre de Moraes deu uma aloprada nele por ter confundido os príncipes.

E chamou o advogado, que se chama Hery Kattwinkel Júnior, de "patético e medíocre".

Filiado ao Solidariedade, Hery acabou sendo expulso do partido — não pelas confusões literárias, mas por ter atacado ministros do STF em sua fala.

Depois da lapada, a advogada Larissa Cláudia Lopes de Araújo discursou chorando e disse ter medo do Alexandre de Moraes.

Foi um dia peculiar para a advocacia brasileira.

No dia anterior do julgamento, o advogado Sebastião Coelho da Silva havia dito que os ministros do STF eram "as pessoas mais odiadas do Brasil".

E a ministra Carmen Lúcia, em seu voto, celebrou a liberdade de expressão, que muito provavelmente teria sido violada se a tentativa de golpe em 8 de janeiro houvesse triunfado.

Receba nossas newsletters e traga felicidade para sua vida.

Não perca nada: você vai receber as newsletters Garimpo (memes e atualidades), Polígono (curadoria de ciência nas redes sociais) e Prensadão (resumo semanal de tudo o que o Núcleo fez). É fácil de receber e fácil de gerenciar!
Show de bola! Verifique sua caixa de entrada e clique no link para confirmar sua inscrição.
Erro! Por favor, insira um endereço de email válido!