Depoimento de hacker na CPI rende cortes surreais nas redes

Walter Delgatti Neto acusou Bolsonaro de uma penca de crimes. A oposição fez piada sobre picanha e tocou o áudio de um humorista

O depoimento do hacker Walter Delgatti Neto à CPI do 8 de janeiro foi bastante animado. As redes se encheram de cortes surreais dos momentos mais pitorescos.

Ele acusou o Bolsonaro de uma penca de crimes: tentar forjar a invasão de uma urna eletrônica, grampear o ministro do STF Alexandre de Moraes, mandar invadir o sistema do CNJ (Conselho Nacional de Justiça)...

No momento mais tenso, o depoente chamou o senador Sergio Moro (União Brasil-PR) de "criminoso contumaz" — foi o Delgatti que hackeou o ex-juiz e ex-procuradores da Lava Jato, dando origem à Vaza Jato.

À tarde, depois da pausa para o almoço, o hacker se recusou a responder às perguntas da oposição. Pela manhã, ele só havia atendido parlamentares governistas.

No bloco oposicionista, o deputado federal Abilio Brunini (PL-MT) perguntou se o hacker almoçou uma picanha fornecida pelo Lula. Note a expressão facial do Delgatti em resposta à brincadeira.

@metropolesoficial O deputado Abilio Brunini (PL-MT) ironizou o #depoimento do hacker Walter Delgatti, o hacker da Vaza Jato, à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (#CPMI) do 8 de janeiro. O depoente escolheu ficar em silêncio diante das perguntas do #parlamentar. Ao escutar que Delgatti ficaria em silêncio, Abilio pediu que ele “desse um sorrisinho” se fosse verdade que comeu picanha no almoço. “O Palmeiras não ter Mundial é culpa do Bolsonaro?”, ironizou. “E parabéns pelo corte de cabelo. Foi por simetria do Alexandre [de Moraes]”, finalizou. #Metrópoles #TikTokNotícias ♬ som original - Metrópoles Oficial

Em outro momento exótico, o deputado federal Marco Feliciano (PL-SP) tocou o áudio de um humorista bolsonarista imitando o ex-presidente, para tentar argumentar que o hacker não pode provar que conversou com o Bolsonaro verdadeiro.

Ainda que o Delgatti não tenha apresentado provas durante a sessão, seu depoimento pode complicar ainda mais o Bolsonaro — numa CPI que a própria oposição pediu.

Receba nossas newsletters e traga felicidade para sua vida.

Não perca nada: você vai receber as newsletters Garimpo (memes e atualidades), Polígono (curadoria de ciência nas redes sociais) e Prensadão (resumo semanal de tudo o que o Núcleo fez). É fácil de receber e fácil de gerenciar!
Show de bola! Verifique sua caixa de entrada e clique no link para confirmar sua inscrição.
Erro! Por favor, insira um endereço de email válido!