Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

A UcconX (Universal Creative Convention) é um evento geek cuja primeira edição está acontecendo no Complexo Anhembi, em São Paulo, de 27 a 31 de julho.

Com atrações internacionais de peso, a convenção poderia ser comparada à CCXP (Comic Con Experience). Mas o início do evento mostrou muito mais semelhanças com o Fyre, um festival de música de 2017 que ficou famoso por ter sido um desastre.

São muitas as acusações contra os organizadores: atrações supostamente falsas, salários atrasados e até agressão física.

O jornalista Ygor Palopoli, roteirista da Play9, fez um vídeo curto sobre o assunto. Mas o relato mais completo está na thread dele no Twitter, que ainda está sendo atualizada.

Nesta semana, o Ygor foi convidado a se credenciar para a UcconX, que anunciava como atrações principais os atores Rupert Grint (o Ronald Weasley de Harry Potter) e Millie Bobby Brown (a Eleven de "Stranger Things").

Ele recusou o convite depois de saber de relatos de calotes a ex-funcionários da empresa responsável pelo evento.

"Foram anos de promessas vazias e pagamento atrasado", escreveu a Karla Tomaz, que participou dos preparativos para a UcconX. "A minha carreira e vida foram abaladas de um jeito que ainda não consegui recuperar."

O evento começou nesta quarta-feira (27), marcado pelos cancelamentos de presença da Millie Bobby Brown e do ator George Takei. Também começaram a circular fotos e vídeos de visitantes mostrando o complexo Anhembi esvaziado.

Com base em um release da UcconX enviado à imprensa, veículos brasileiros noticiaram que Millie Bobby Brown não participaria mais do evento por ter sido diagnosticada com Covid-19. Mas, até agora, não há menções a isso nas redes sociais da Millie, nem em sites estrangeiros de notícia.

Já George Takei justificou sua ausência, por ter de fato contraído Covid-19, em um vídeo publicado na conta oficial da UcconX no Instagram.

Até agora a organização do evento não respondeu publicamente às acusações mais graves, mas o Ygor obteve um email de um dos donos da empresa que organiza o festival justificando o atraso dos pagamentos e prometendo que eles seriam regularizados por meio de um empréstimo.

Reprodução / Twitter

A meia-entrada do passaporte para os cinco dias de evento custa R$ 600.

Outro ex-funcionário, o Hugo Melo, publicou uma thread no Twitter, confirmando os problemas com salários atrasados e relatando ainda um episódio de agressão física.

A UcconX vai até domingo (31). Até lá (e até depois disso), muitas informações novas devem surgir. Vamos tentar mantê-los atualizados.

Twitter/XInstagram
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.