Professor viraliza com deboche acadêmico na CPI do MST

Bombou nas redes progressistas um trecho em que José Geraldo, da UnB, questiona a cognição da deputada conservadora Caroline de Toni (PL-SC)

Bombou nas redes progressistas a participação do José Geraldo de Sousa Junior, professor de direito e ex-reitor da UnB, na CPI do MST.

No trecho que mais viralizou, ele diz que não tem como discutir com Caroline de Toni (PL-SC) por questões de cognição. A deputada federal conservadora reclamou que o professor debochou da cara dela "com categoria acadêmica".

O vídeo foi compartilhado como um exemplo de como chamar uma pessoa de burra sem chamá-la de burra.

@rickbarao #rir #engracado #piada #comedia #video #videoviral #videosnapchallenge #videoengracado #meme #memes #memestiktok #memesbr #memesbrasil #vergonha #vergonhaalheiatotal ♬ Funny Song - Cavendish Music

Ao fim da sessão, parlamentares governistas aplaudiram o professor.

Pessoas que já eram fãs do José Geraldo antes de ser modinha apresentaram um breve currículo dele (clique em "Leia a conversa completa no Twitter").

E o deputado federal bolsonarista Ricardo Salles (PL-SP), relator da CPI, usou termos como "militância", "aparelhamento", "esquerdalha" e "marxismo sustentado com dinheiro do contribuinte" para criticar o professor.

Receba nossas newsletters e traga felicidade para sua vida.

Não perca nada: você vai receber as newsletters Garimpo (memes e atualidades), Polígono (curadoria de ciência nas redes sociais) e Prensadão (resumo semanal de tudo o que o Núcleo fez). É fácil de receber e fácil de gerenciar!
Show de bola! Verifique sua caixa de entrada e clique no link para confirmar sua inscrição.
Erro! Por favor, insira um endereço de email válido!