O que é Ratanabá e como essa teoria biruta se espalhou

Uma cidade perdida na Amazônia. Pirâmides construídas por gigantes. Uma página de fofoca.

Receba de graça a newsletter Garimpo


Preciamos falar sobre Ratanabá.

OK, precisar não precisamos. Mas é que o assunto não some, então lá vamos nós.

Resumindo: Ratanabá seria uma cidade perdida no meio da Amazônia, descoberta recentemente por arqueólogos, onde teria vivido uma "civilização muito complexa". Lá haveria três pirâmides, hoje cobertas por vegetação, construídas por nefilins, seres gigantes que teriam habitado a Terra antes do Dilúvio (aquele mesmo, da Arca de Noé). Uma história absolutamente normal.

A lorota começou a ser divulgada em vídeos toscos como este acima e em grupos de extrema-direita.

Só que a coisa ganhou outra dimensão quando foi reproduzida pela Choquei, página de fofoca que tem mais de 17 milhões de seguidores só no Instagram.

Mais tarde, a Choquei deletou os posts e pediu desculpas ao público.

Mas talvez tenha sido tarde demais. A história segue circulando loucamente, e ainda tem muita gente que acredita.

Uma das versões diz que a civilização existiu 450 milhões de anos atrás, o que não faz o menor sentido (não que todo o resto fizesse algum).

Outro detalhe delicioso é que Ratanabá foi o segundo hit do cara que emplacou o ET Bilu, como você pode ver neste fio do professor de geografia Emanoel Daflon.

Agora que o assunto está explicado, passemos para a sua fase final, que é o esculacho completo no Twitter.


Faça parte da conversa

Reações de apoiadores
carregando reações...

Apoie o Núcleo para publicar seu comentário, reagir à matéria e participar da conversa. Caso já seja apoiador ou apoiadora, faça login abaixo sem senha, usando apenas seu email.


Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca