APLICAÇÃO

Monitor Nuclear


O Monitor Nuclear é uma aplicação do Núcleo Jornalismo que identifica tendências de engajamento em perfis dos políticos mais relevantes no Twitter.



Sinta-se livre para utilizar nossos dados e gráficos. Pedimos apenas que citem a referência Monitor de Twitter, do Núcleo Jornalismo ou Monitor Nuclear, se possível com link para www.nucleo.jor.br/monitor.

SOBRE O PROJETO

O Monitor Nuclear é uma aplicação do Núcleo Jornalismo que identifica tendências de engajamento no Twitter, considerando tweets publicados pelos principais políticos brasileiros e possíveis pré-candidatos à eleição presidencial de 2022.

Esses dados são relevantes porque podem indicar tanto o humor do momento quanto a mobilização de bases de apoio ou de oposição em relação a certo ator político ou assunto.

Com apenas 14,35 milhões de usuários 1, o Twitter está longe de representar o eleitorado brasileiro 2, mas, nos últimos anos, a rede social passou a funcionar como um termômetro do debate político no Brasil 3.

A rede social é recorrentemente um meio utilizado por autoridades para se comunicar diretamente com suas bases, o que a tornou uma ferramenta de tomada de decisões, além de pautar a imprensa e boa parte do debate.

Essa importância é destacada também no estudo Twiplomacy de 2017 4: “Redes sociais viraram a cara-metade da diplomacia. Passaram de uma consideração posterior para a primeira coisa levada em conta por líderes mundiais e governos em todo o mundo, à medida que audiências recorrem a seus feeds de Twitter em busca das últimas notícias e declarações… As redes sociais fornecem uma plataforma de comunicação incondicional, tornando-se a ferramenta mais poderosa para um comunicador. O Twitter, em particular, tornou-se um barômetro diplomático, uma ferramenta usada para analisar e prever relações internacionais.

METODOLOGIA

A fim de garantir total transparência para nossos métodos e abordagens, descrevemos abaixo passo a passo de como chegamos aos resultados do gráfico.

Ainda estamos trabalhando em melhorias e novos recursos, e por isso o código ainda não está disponível, mas esperamos abri-lo no futuro.

Escolha dos nomes

Os nomes foram escolhidos tanto pela sua relevância no noticiário político nacional recente quanto pela percepção de que são possíveis pré-candidatos às eleições presidenciais de 2022. A lista pode ser aumentada, e, inclusive, reduzida, a depender de fatores políticos e eleitorais.

Uma medida utilizada para a lista final veio a partir da análise 50 perfis de políticos. Essa análise mostrou que a taxa de engajamento mediana era de 1.133 interações por tweet em 2020. Todos os perfis que não chegaram a esse patamar foram excluídos da lista.

No entanto, a ideia é identificar e analisar os políticos mais relevantes. Qualquer pessoa pode sugerir um nome para integrar o Monitor Nuclear, através deste formulário, explicando por que.

Muitos das arrobas selecionadas foram obtidas pela lista 5 compilada pelo projeto 7c0.

Dados

Os dados são baseados em tweets originais (retweets são desconsiderados) publicados pelos próprios atores em seus perfis oficiais e verificados pelo Twitter.

Os dados analisados são obtidos diretamente da API do Twitter4, e atualizados a cada seis horas - hora-base de 17h. Os dados já analisados são abertos e podem ser consultados e baixados neste link. O código para extração pode ser encontrado neste gist.

A API gratuita do Twitter só permite retornar os últimos 3.200 tweets de cada perfil. Tentar obter publicações mais antigas com dados atualizados, mas a partir do lançamento de maio de 2020) passamos a acumular todos os tweets, agregando todas as entradas. Nosso script roda automaticamente de seis em seis horas, puxando os últimos 50 tweets publicados por cada perfil para atualizar suas contagens.

O Monitor é construido com a linguagem R.

Base da análise

A análise é baseada em três variáveis: data de publicação, total de curtidas por tweet e total de retweets por tweet.

Os dados não consideram comentários, por dois motivos:

1. curtidas e retweets estão limitados a apenas um por perfil, funcionando quase como uma métrica de endosso ao conteúdo. Isso torna mais difícil para bots e perfis falsos inflarem artificialmente tweets originais, ao contrário do que acontece com uma hashtag, por exemplo, à medida que um perfil pode curtir múltiplos tweets com um termo.

2. comentários são ilimitados, o que pode inflar indevidamente o número de interações. Além disso, eles frequentemente não refletem uma interação provável de endosso, podendo ser críticos, ofensivos, spam, piadas, memes ou tags para pessoas acompanharem o assunto.

Vale notar que a metodologia do Monitor é válida para se visualizar engajamento em perfis específicos, mas não acerca de dados conversacionais. Com uma hashtag ou campanha online, por exemplo, o caso é diferente, à medida que há vários tweets com hashtags ou termos que um bot ou um humano possam interagir em massa.

Fórmulas

O Monitor agrega, por dia, o número de tweets disparados entre 00h e 23h59 e soma o total de curtidas e retweets. Essa soma é considerada como o total de interações.

Isso nos permite calcular duas métricas fundamentais para nossa análise: a taxa de engajamento e tendência de engajamento.

  1. Taxa de engajamento: é a média simples do total de interações pelo número de tweets disparados em um único dia. Assim, se um perfil tuitou 10 vezes e teve 100 interações, a taxa de engajamento é de 10 interações por tweet. Se outro perfil tuitou uma vez e teve 100 interações, essa taxa é de 100 por tweet.

  2. Tendência de engajamento: é a média móvel exponencial de X dias da taxa de engajamento. Consideramos 15 dias como o default, indicando um ciclo noticioso rápido, mas constante.

Em todos os casos, a linha de tendência utiliza regressão local (LOESS), um método estatístico que estima curvas e superfícies através de suavização, melhor para identificar tendências de curto prazo.

Créditos

O Monitor Nuclear foi desenvolvido por Sérgio Spagnuolo.

A estratégia digital é de Alexandre Orrico.

A arte de destaque e o conceito visual dos gráficos são de Rodolfo Almeida.

As opiniões de Lucas Gelape, Renata Hirota, Luiza Bodenmuller, Vitor Conceição e Lucas Lago foram importantes para a melhoria do projeto.

Referências

  1. Statista, ref. abril de 2020 

  2. TSE - Estatísticas de Eleitorado 

  3. Uma definição interessante vem do jornalista José Roberto de Toledo, no podcast Foro de Teresina: “O Twitter não é um espelho da sociedade, ele é um espelho do debate político e ali o que a gente está medindo é o engajamento, a força dos atores, de quanto eles conseguem mobilizar suas bases.” - Episódio #95, Foro de Teresina aos 28m28s 

  4. Twiplomacy Study 2017  2

  5. API DO TWITTER