Facebook vai deletar dados de reconhecimento facial de +1 bilhão de pessoas

Empresa ainda vê valor na tecnologia, mas diz que é preciso haver regulação mais clara

Após anos de controvérsias com seu programa de reconhecimento facial, o Facebook anunciou nesta terça-feira (2.nov) que vai deletar dados e reconhecimento facial de mais de 1 bilhão e pessoas.

Com isso, o programa Facial Recognition será encerrado. Esse programa gerou críticas de privacidade ao longo dos anos tanto por parte de especialistas quanto por reguladores. Em fevereiro, a empresa teve que pagar um acordo judicial de US$650 milhões por alegadamente ter utilizado esses dados biométricos sem consentimento dos usuários.

Segundo o vice-presidente de inteligência artificial, Jerome Pesenti, o Facebook ainda vê valor em reconhecimento facial, mas ainda é preciso haver regulação mais clara e melhores considerações sobre os problemas que ela gera.

"Muitas instâncias específicas nas quais o reconhecimento facial pode ser útil precisam ser consideradas acerca de crescentes preocupações sobre o uso desta tecnologia como um todo. Há crescentes preocupações sobre o lugar da tecnologia de reconhecimento facial na sociedade, e reguladores ainda estão no processo de fornecer uma série de regras que regulam seu uso", disse ele no blog oficial do Facebook.

"Em meio à essa incerteza, acreditamos que é apropriado limitar o uso de reconhecimento facial para um conjunto mais reduzido de usos".

Uma das consequências do encerramento desse programa acontecerá na tecnologia que ajuda pessoas com deficiência visual a descrever imagens, disse o executivo.

Abaixo, as mudanças listadas:

  • A tecnologia do Facebook não mais reconhecerá automaticamente os rostos das pessoas nos recursos de fotos, vídeos e Memórias (aquele recurso que lembra posts mais antigos)
  • Não será mais possível para a tecnologia do FB sugerir marcações de conhecidos e amigos.
  • A tecnologia de assistência a pessoas com deficiência, chamada Automatic Alt Text (AAT), não vai mais tentar reconhecer cada pessoa em uma foto utilizando reconhecimento facial. Fora isso, a ATT continuará funcionando normalmente, inclusive pra saber quantas pessoas estão em uma imagem. Segundo o FB, a tecnologia identifica pessoas em cerca de 4% das fotos publicadas na plataforma.
  • Caso o usuário tenha concordado em participar o Face Recognition, o template de identificação desse usuário será apagado.
Texto Sérgio Spagnuolo
Edição Alexandre Orrico



Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca