Meta investe em anúncio de página inteira sobre PL das Fake News

Anúncio veiculado em principais jornais do país alerta sobre consequências a pequenas empresas, mas não entra em detalhes

A Meta começou a veicular nesta quinta-feira (3.mar) uma campanha publicitária com anúncios de página inteira nos maiores jornais do Brasil para alertar sobre o que chamou de "consequências negativas" do projeto de lei 2.630/2020, conhecido como PL das Fake News.

O anúncio é concentrado nos afeitos sobre pequenos negócios que "usam publicidade online para vender mais e gerar empregos".

"O PL das Fake News deveria combater fake news. E não a lanchonete do seu bairro", diz o destaque do anúncio.

Em seguida, o texto apresenta uma série de dados aleatórios sobre pequenas e médias empresas. O anúncio não entra em detalhes sobre quais seriam as consequências negativas.

Exemplo de anúncio de página inteira 

Segundo o jornalista Alexandre Aragão (colaborador do Núcleo), o anúncio faz referência às limitações que o PL traria ao impulsionamento de conteúdo publicitário nas plataformas da Meta, como Facebook, Instagram e WhatsApp.

O IAB Brasil, entidade que integra uma rede internacional que representa a publicidade digital, também está realizando uma campanha com abaixo-assinado almejando uma revisão do texto do PL para mitigar os riscos à publicidade digital.

Em entrevista ao Jota, o diretor de políticas públicas do WhatsApp explicou que um dos artigos do texto atual do PL, que visa combater conversas em grande escala, pode limitar e levar a confusão sobre o uso do WhatsApp Business por pequenos empresários.  

A posição da Meta e de outras big techs sobre o PL 2.630 já é amplamente conhecida. Em carta conjunta publicada na semana passada, grandes empresas de tecnologia – incluindo Google, Twitter e Mercado Livre – criticaram o texto em seu modelo atual por pouco focar no combate à desinformação.

Texto Laís Martins
Edição Sérgio Spagnuolo


Faça parte da conversa

Reações de apoiadores
carregando reações...

Apoie o Núcleo para publicar seu comentário, reagir à matéria e participar da conversa. Caso já seja apoiador ou apoiadora, faça login abaixo sem senha, usando apenas seu email.


Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.