Discador e Mensagens, apps básicos do Android, enviam dados ao Google sem consentimento dos usuários

Empresa admitiu os problemas e disse estar trabalhando junto a pesquisador para mitigá-los

Um novo estudo publicado pelo professor de ciência da computação Douglas Leith, do Trinity College, de Dublin, Irlanda, acusa dois aplicativos básicos do Google pré-instalados em muitos celulares Android, o Discador e o Mensagens, de coletarem e enviarem dados sem o consentimento dos usuários e, pior, sem lhes dar uma chance de negar (opt-out).

Os dados são enviados ao Google Play Services Clearcut e ao Firebase Analytics, ambos do Google, e permitem identificar os dispositivos envolvidos, os números dos telefones e, no caso das ligações, a duração da chamada. Leith acredita que o atual funcionamento deles viole a GDPR, lei de proteção de dados pessoais da Europa, mas admite que implicações jurídicas transcendem o escopo do estudo.

O Google reconheceu a validade das descobertas e disse estar trabalhando em conjunto com o pesquisador desde novembro de 2021, quando ele procurou a empresa, para mitigar os problemas encontrados nos dois aplicativos.

Via The Register (em inglês).



Faça parte da conversa

Reações de apoiadores
carregando reações...

Apoie o Núcleo para publicar seu comentário, reagir à matéria e participar da conversa. Caso já seja apoiador ou apoiadora, faça login abaixo sem senha, usando apenas seu email.


Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca