Comunidades do WhatsApp só chegarão ao Brasil depois das eleições

WhatsApp confirmou recurso de Comunidades e outras funcionalidades para o aplicativo.

O WhatsApp oficializou nesta quinta (14.abr) o recurso de Comunidade. Segundo a empresa, as comunidades “permitirão uma melhor organização de grupos separados sob um ‘guarda-chuva’ principal com uma estrutura que funcione para as pessoas”.

COMO FUNCIONARÁ? A maneira mais fácil de entender as Comunidades é como se fosse um “grupo de grupos”: numa mesma tela, grupos relacionados poderão ser reunidos e administrados pelas mesmas pessoas.

“Você poderá juntar diferentes grupos em uma comunidade”, explicou Mark Zuckerberg, CEO da Meta, empresa dona do WhatsApp. “Por exemplo, além de grupos específicos para cada classe, você poderá ter um de toda a comunidade para pais em uma escola, com um local central para anúncios e ferramentas para administradores.”

Toda comunidade terá um grupo de anúncios, que os administradores poderão usar para disparar mensagem a todos os membros.

Os administradores também poderão excluir mensagens dos grupos, um recurso que será estendido aos grupos comuns, que já existem hoje.

E NO BRASIL? O WhatsApp honrará a promessa feita ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e não lançará as comunidades no Brasil, nem na fase de testes, até o final de outubro deste ano.

POTENCIAL PARA DESINFORMAÇÃO. Em um post no Facebook, Zuckerberg disse que as Comunidades do WhatsApp expandirão o escopo do aplicativo e chamou-as de “grande evolução” do aplicativo de mensagens.

“Com o anúncio de hoje, permitiremos que as pessoas se comuniquem não apenas com amigos próximos e contatos, mas também com todas as diferentes comunidades em sua vida“, escreveu.

Especialistas em desinformação, como Cristina Tardáguila, fundadora da Agência Lupa, estão preocupados com o potencial das Comunidades de aumentar o espalhamento de desinformação no WhatsApp.

Em um post no Uol, Cristina estimou que as comunidades podem facilitar o disparo em massa de mensagens para até 5 mil pessoas ao mesmo tempo, considerando um cenário com duas comunidades cheias.

O QUE MAIS? O WhatsApp confirmou uma série de pequenas novidades que já vinham sendo testadas e que funcionarão independentemente das comunidades:

  • Reações: Para que as pessoas possam compartilhar suas opiniões rapidamente sem inundar as conversas com novas mensagens.
  • Exclusão pelo administrador: Os admins do grupo poderão remover mensagens erradas ou problemáticas de qualquer integrante nas conversas.
  • Compartilhamento de arquivos: Compartilhamento de arquivos de até 2 GB. Hoje, o teto é de 100 MB.
  • Chamadas de voz ampliada: Chamadas de voz com apenas um toque para até 32 pessoas estarão disponíveis com um design totalmente novo para aqueles momentos em que falar ao vivo é melhor do que enviar mensagens de texto.

Via WhatsApp, @zuck/Facebook (em inglês), Uol.



Faça parte da conversa

Reações de apoiadores
carregando reações...

Apoie o Núcleo para publicar seu comentário, reagir à matéria e participar da conversa. Caso já seja apoiador ou apoiadora, faça login abaixo sem senha, usando apenas seu email.


Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.