Brasil é prioridade no combate à desinformação, diz CEO do Google

Sundar Pichai foi entrevistado por 11 jornalistas do mundo inteiro — entre eles, um brasileiro.

O Estadão entrevistou Sundar Pichai, CEO do Google, junto a outros dez veículos de imprensa. O jornal aproveitou a ocasião para fazer perguntas específicas do Brasil ao líder do Google.

DESINFORMAÇÃO. Questionado sobre a desinformação que rola solta em algumas plataformas do Google, como o YouTube, Sundar respondeu que o Brasil é uma das prioridades da empresa.

“Sei que tem muitas conversas e propostas legislativas sobre desinformação ocorrendo por aí neste momento. Então, vamos investir muito no Brasil.”

Para o CEO, uma das maiores dificuldades em combater a desinformação está em defini-la. “Muitos dos problemas [no combate à desinformação] estão no fato de que as sociedades não conseguem chegar a um consenso sobre o tema”, disse.

Sundar reconheceu que o idioma é uma barreira, porque as ferramentas de inteligência artificial usadas na moderação de conteúdos em larga escala são criadas, a princípio, para o inglês, mas afirma que tem havido avanços.

TONS DE PELE. O Brasil será palco de testes do uso da escala Monk de tons de pele nos serviços do Google, novidade anunciada na Google I/O, no início de maio.

A escala Monk considera dez tons de pele, quatro a mais que a escala padrão da indústria. Com ela, espera-se que os sistemas de visão computacional sejam mais sensíveis à detecção de pessoas não-brancas e menos propensos a resultados discriminatórios.

“Há muito tempo o Brasil é importante para a gente, pois temos um grande número de usuários do País usando alguns de nossos principais produtos. Dada sua diversidade, o Brasil se torna ainda mais importante para testar e dar feedback em iniciativas como a escala de Monk”, falou Sundar.

Via Estadão.



Faça parte da conversa

Reações de apoiadores
carregando reações...

Apoie o Núcleo para publicar seu comentário, reagir à matéria e participar da conversa. Caso já seja apoiador ou apoiadora, faça login abaixo sem senha, usando apenas seu email.


Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca