YouTube exclui vídeos sobre fraude eleitoral de pré-candidato a deputado

Canal Universo Filial, de pré-candidato a deputado do PMB, já havia defendido a intervenção militar. #NúcleoNasEleições

O YouTube excluiu cinco vídeos do canal Universo Filial do youtuber Roberto Boni, investigado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por ataques às urnas e pré-candidato a deputado estadual pelo PMB-SP (Partido da Mulher Brasileira). As exclusões foram identificadas pelo estúdio de análise de dados Novelo Data.

OUTRAS INFRAÇÕES: Em 2021, o canal Universo e outros 14 foram impedidos de serem monetizados por decisão do TSE.

Boni, além de publicar vídeos contra as urnas eletrônicas e ataques a ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), também defendeu a intervenção militar. Em seu canal, afirmou ser preciso “pedir, solicitar que o presidente Bolsonaro acione o poder moderador, as Forças Armadas para salvarmos as nossas instituições”.

EXCLUSÃO: Os vídeos, publicados entre 2018 e 2020, foram excluídos na terça-feira (21.jun) e acumulavam mais de 103 mil visualizações.

Todos os posts removidos mostram a mensagem: “Este vídeo foi removido por violar as Diretrizes de Comunidade do YouTube”.

À agência de checagem Aos Fatos, a plataforma afirmou que os vídeos foram excluídos por violação das políticas de integridade eleitoral, implementadas em março deste ano.

Texto Sofia Schurig
Edição Julianna Granjeia

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca