Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Por muito tempo, o Telegram foi o lar dos robôs de conversações.

No WhatsApp, embora a API de negócios exista há alguns anos, o ecossistema de contas automatizadas ganhou um novo impulso com o lançamento da API na nuvem e a oferta de hospedagem gratuita pela própria Meta, em maio deste ano.

Os primeiros frutos — ou robôs — no WhatsApp de uso e apelo mais genérico já começaram a surgir.

O QUE HOUVE? Nos últimos dias, descobrimos dois robôs que exemplificam o potencial do WhatsApp como plataforma.

A Take Blip, especializada em comunicação automatizada, lançou o ViraTexto, um robô que transcreve mensagens de áudio encaminhadas pelo aplicativo. Para usá-lo, basta enviar uma mensagem para o número (31) 97228 0540 — para facilitar, clique aqui para inciar uma conversa com ele.

Outro exemplo é o InstantClass, desenvolvido por Guilherme Ribeiro, que traduz mensagens em tempo real. O número desse robô é (11) 93273 5086 — link direto.

ATENÇÃO. Note que essas conversas não são criptografadas por padrão e a privacidade das comunicações é gerenciada pelas empresas e pessoas que oferecem os robôs.

O da Take Blip, por exemplo, exibe um termo de uso e pergunta se a empresa pode usar os áudios para refinar o algoritmo de transcrição.

Por isso, use com cautela e evite enviar informações privadas ou sensíveis a ferramentas do tipo.

Via Canaltech, @guilherme-pinheiro-a99baa3b/LinkedIn.

Post feito em parceria com o Manual do Usuário

WhatsAppManual do Usuário
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.