No YouTube, bolsonaristas repercutem pesquisas contestadas

Bolsonaristas no YouTube comemoram e promover pesquisas com resultados amplamente questionados #NúcleoNasEleições

A um dia antes das eleições nacionais, canais bolsonaristas no YouTube repercutem dados de instituto questionável e dados contestados por outras organizações de renome.

Em um novo levantamento da Brasmarket Análise e Investigação de Mercado divulgado na sexta (30.set.22), Jair Bolsonaro (PL) aparece liderando a corrida eleitoral com possível vitória em primeiro turno, com 45%.

Os números da Brasmarket são contestados por outras organizações, como o DataFolha e IPEC, cujos resultados mais recentes colocam Lula na casa dos 50% e Bolsonaro com cerca de 36%.

Em uma reportagem publicada na tarde de sábado (1.out), a Folha analisou resultados e metodologias da Brasmarket e Equilíbrio, outra empresa de pesquisa associado a resultados enviesados.

Ao ser questionado sobre os números conflitantes com outras pesquisas, o sócio da Brasmarket respondeu que deveriam “perguntar a eles [outros institutos], que erraram a vida inteira”, citando o Ibope, Ipec e o Datafolha.

NO YOUTUBE BOLSONARISTA. A pesquisa repercutiu no ecossistema bolsonarista no YouTube no último dia antes das eleições, aparecendo em canais como Gustavo Gayer, Foco do Brasil, Vista Pátria, Jacaré da Tanga e outros.

Resultados de pesquisas da Brasmarket também já apareceram em canais da imprensa mais à direita, como no Antagonista e na Jovem Pan.

O BotPonto, robô do Núcleo que monitora vídeos no YouTube com termos associados à desinformação, identificou que um vídeo do canal de Gayer repercutindo a pesquisa já é o quinto mais viral da semana entre os canais monitorados.

Publicado na noite de sexta-feira, o conteúdo também é a segunda mais viral no sábado. Gayer também é citado na reportagem da Folha.

Os dados do BotPonto são públicos, e você pode conferir as informações aqui.

Em vídeo no canal Foco do Brasil, o apresentador Anderson Rossi diz que Bolsonaro ganhará no primeiro turno e cita dados de uma pesquisa da Brasmarket como fonte. A publicação tem 169 mil visualizações, já o canal tem 2,91 milhões de inscritos.

Desde 2020, Rossi é citado no inquérito do Superior Tribunal Federal sobre manifestações antidemocráticas contra o tribunal. Ao Estadão, o youtuber disse ter acesso exclusivo as dependências do Palácio da Alvorada, em Brasília.

A BRASMARKET. Em registros do TSE, a Brasmarket diz que coordenadores dos entrevistadores fazem uma “checagem de 20% da amostra” após o fim das entrevistas, com o intuito de confirmar os dados coletados.

A empresa foi registrada na Receita Federal em 1982 e tem sede em Barueri, São Paulo. O domínio para o site da Brasmarket foi ao ar em maio de 2022, cinco meses atrás.

Jose Carlos Nogueira Cademartori, sócio administrador registrado na Receita, também era sócio de outra empresa de pesquisas, voltada ao empreendimento privado e registrada como agência de publicidade, a Toc Market. A empresa se tornou inapta em junho de 2022 após omissão de declarações.

Ao ser contatado para uma reportagem da Folha acerca dos números discrepantes das pesquisas, Cademartori fugiu da resposta, segundo o jornal. O sócio também não respondeu quem encomendou a pesquisa.

Em 2002, a Brasmarket foi condenada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE/PR) a pagar uma multa de R$10 mil por irregularidades em pesquisas, em decorrer de uma ação feita pelo PMDB. O juiz responsável pelo caso, Paulo Cezar Bellio, pediu a Polícia Federal a abertura de um inquérito investigando a ocorrência de fraude eleitoral.

Reportagem Sofia Schurig
Edição Sérgio Spagnuolo

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca