Nem funcionários da Meta curtem seu metaverso

Diretores estão pressionando funcionários da Meta a acessarem o metaverso da casa

Diretores da Meta estão com um problemão: nem os funcionários envolvidos no Horizon Worlds, o ambiente virtual (ou metaverso) da empresa, estão frequentando o local.

COMO ASSIM? Uma espécie de mistura de Minecraft com Roblox, o Horizon Worlds é a porta de entrada para o metaverso da Meta: um ambiente virtual cheio de possibilidades.

Só tem um problema: pouca gente está entusiasmada com o negócio, incluindo os próprios funcionários da Meta que fazem o Horizon Worlds. — aquele do gráfico feião.

O site norte-americano The Verge obteve memorandos internos da Meta em que diretores da empresa reclamam do descaso dos subordinados.

DETALHES. Vishal Shah, vice-presidente do metaverso na Meta, escreveu em 15 de setembro que sua equipe ficaria em um “lockdown de qualidade” para “garantir que corrijamos a falta de qualidade e problemas de desempenho antes de abrirmos o Horizon a mais usuários”.

Em outro momento do texto, Shah diz que as pequenas falhas e instabilidades, somadas, “dificultam à nossa comunidade experimentar a magia do Horizon”. “Para uma experiência ser agradável e reter os usuários, ela precisa antes ser usável e bem feita.”

CADÊ TODO MUNDO? Shah reclama que os funcionários responsáveis por criar o Horizon Worlds não usam o serviço:

Não passamos muito tempo no Horizon e nossos painéis de “dogfooding” mostram isso claramente. Por que isso? Por que não amamos o produto que criamos a ponto de usá-lo o tempo todo? Resumindo, se não o amamos, como podemos esperar que nossos usuários o amem?

Dogfooding é um termo do desenvolvimento de software que significa usar ao máximo o próprio produto que está sendo criado a fim de corrigir falhas e aperfeiçoá-lo.

Em outro memorando, datado de 30.set, Shah diz que responsabilizará os gerentes caso os funcionários não comecem a usar o Horizon Worlds:

Todos nesta empresa deveriam encarar como uma missão apaixonar-se pelo Horizon Worlds. Você não consegue isso se não usá-lo. Apareça lá. Organize horários para fazer isso com os seus colegas ou amigos, em builds internas e também públicas, para que você possa interagir com a nossa comunidade.

Em outros termos, Shah está pedindo à galera para que vista a camisa do metaverso.

Em outro "sincericício", o VP do metaverso reconhece que a Meta está trabalhando em um produto que ninguém quer — ainda:

Quero deixar isto bem claro. Estamos trabalhando em um produto que ainda não encontrou espaço no mercado. Se você está no Horizon, preciso que você abrace completamente a ambiguidade e a mudança.

CONTEXTO. O Horizon Worlds virou motivo de chacota em setembro, depois que Mark Zuckerberg, CEO da Meta, postou uma imagem do ambiente virtual bem, digamos, atrasada tecnologicamente.

O metaverso, do qual o Horizon Worlds faz parte, é a grande aposta da Meta para se reinventar numa fase pós-redes sociais.

A empresa ainda faz muito dinheiro com seus aplicativos — Facebook, Instagram e WhatsApp — mas desde o ano passado enfrenta o mau humor do mercado com empresas de tecnologia e uma desaceleração sem precedentes em seu crescimento.

Via The Verge (em inglês).

Post feito em parceria com o Manual do Usuário

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca