Ficou mais fácil dizer ao Google que você não quer mais ver aquele anúncio de sapato

A nova Minha Central de Anúncios promete controles refinados da experiência com publicidade do usuário do Google

O Google começou a liberar uma nova central de controles de anúncios para usuários do mundo inteiro.

O QUE HOUVE? Prometida no Google I/O deste ano, a Minha Central de Anúncios permite algo inédito até então: restringir a personalização dos anúncios que o usuário vê no Google sem afetar a experiência nos serviços.

Até agora, ao limitar a personalização dos anúncios o usuário abria mão de algumas funcionalidades dos serviços do Google, como o histórico de vídeos no YouTube.

Com o novo sistema, acessível nesta página (quando estiver disponível na sua conta) e nos botões “Sobre este anúncio” que aparece ao lado dos anúncios, o usuário pode fazer ajustes finos.

COMO ASSIM? Além de desativar por completo a personalização de anúncios (algo que já era possível, aqui), agora o usuário pode sinalizar que não quer ver anúncios de determinado anunciante ou tipo de negócio.

O Google dá um bom exemplo:

Vamos supor que alguém passe meses pesquisando sobre uma viagem à praia. Depois de fazer a viagem e voltar para casa, talvez a pessoa não queira mais ver anúncios sobre férias na praia. Com a Minha Central de Anúncios, é só clicar no menu de três pontinhos ao lado do anúncio e optar por ver menos publicidades daquele tipo. É possível também optar por ver anúncios sobre o que você gosta, como tênis em promoção ou dicas de presentes de Natal para a família.

O QUE MAIS? A nova central de publicidade está sendo liberada gradualmente aos bilhões de usuários do Google, mas não espere muito alarde — afinal, o Google é uma empresa de publicidade segmentada.

Questionada pelo Gizmodo norte-americano, uma gerente de produtos do Google, Karin Hennessy, não respondeu se a empresa tem alguma expectativa em relação ao número de usuários que deverão usar o recurso.

Ela disse, porém, que 260 milhões de usuários acessam as configurações de atividades web e em aplicativos — uma das muitas áreas em que as opções de privacidade aparecem no modelo atual.

Via Google, Gizmodo (em inglês).

Post feito em parceria com o Manual do Usuário

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca