Twitter corta vínculo de mais de 4 mil funcionários terceirizados

Funcionários terceirizados, que trabalham em áreas como moderação de conteúdo, não receberam aviso

O Twitter encerrou o vínculo de trabalho com mais de 4 mil trabalhadores terceirizados neste fim de semana, segundo apuração do jornalista Casey Newton, da newsletter Plataformer, com possível impacto à moderação de conteúdo.

CORTES. O número exato de trabalhadores afetados não está confirmado, mas está próximo de 4,4 mil, segundo Newton, que estima que o Twitter tenha 5,5 mil trabalhadores neste regime. Segundo apuração de Newton e outros veículos, como Axios, os trabalhadores foram desligados sem aviso.

  • Um destes funcionários se deu conta que havia sido desligado depois de tentar logar no Slack e email da empresa após ler os tweets de Newton:

FUNÇÕES. Também não está claro quais áreas foram afetadas por estes cortes mais recentes, mas uma das áreas na qual o Twitter usa funcionários terceirizados é moderação de conteúdo. É provável, portanto, que essa área seja impactada pelos cortes mais recentes.

Texto Laís Martins
Edição Alexandre Orrico

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca