Após inquérito contra Jovem Pan, canal bolsonarista esconde vídeos no YouTube

O veículo escondeu mais de 1,7 mil vídeos na mesma tarde em que o MPF anunciou um inquérito para investigar a Jovem Pan

O Jornal da Cidade Online, veículo de comunicação conhecido por promover o bolsonarismo, escondeu todas as publicações mais recentes em seu canal no YouTube na segunda-feira (9.jan.2023).

Um monitoramento da Novelo Data identificou que o site tirou de sua lista todas as suas postagens dos últimos cinco anos no YouTube ainda na tarde de segunda-feira. O único vídeo à mostra no canal é de uma live realizada na noite do mesmo dia.

[CORREÇÃO: ao contrário do que anteriormente dizia a nota, os vídeos não foram efetivamente apagados, e sim foram transformados em "não-listados", ou seja, removidos de páginas e da indexação do YouTube, mas continuam no ar.]

Reprodução de tela do canal do Jornal da Cidade Online no Youtube

O canal atualmente possui 776 mil inscritos e mais de 1,7 mil vídeos.

Na tarde mesma tarde, o Ministério Público Federal (MPF) de São Paulo anunciou a instauração de um inquérito para investigar a conduta da emissora Jovem Pan na disseminação de desinformação sobre as instituições e com potencial de incitação de atos antidemocráticos em 8.jan.

BANIDO. Na manhã de 10.jan, a Novelo Data detectou que os canais do youtuber bolsonarista Genival Fagundes, candidato a deputado federal pelo partido do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em Goiás nas últimas eleições, foram removidos.

Ao tentar acessar os canais "@genivalfagundes", com 77,1 mil inscritos e 1,4 mil vídeos, e "POLÍTICA SEM CURVA! Genival Fagundes", com 31,7 mil inscritos e 1,3 mil vídeos, o YouTube avisa: "Página indisponível. Lamentamos o transtorno.".

Segundo reportagem do site "Marco Zero", Fagundes participou do ato e seu canal Política Sem Curva fez uma live de 5 horas e 25 minutos do ataque golpista no domingo.


Texto atualizado às 12h48 de 10.jan.2023 para corrigir informação: os vídeos não foram efetivamente apagados, e sim transformados em "não-listados" (unlisted), ou seja, removidos de páginas e da indexação do YouTube, mas continuam no ar.

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca