Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Na véspera da eleição para a presidência do Senado, as redes sociais foram tomadas por influencers da direita e da esquerda, nesta terça-feira (31.jan.23), com posts de apoio ou crítica aos candidatos.

O atual presidente, senador Rodrigo Pacheco (PSD), concorre à reeleião e tem o apoio do presidente Lula (PT). O senador Rogério Marinho (PL) tem o respaldo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Nas últimas 24 horas, segundo monitoramento da ferramenta Horus, do Núcleo, os dois posts mais compartilhados, considerando o número de interações, são de apoio ao candidato bolsonarista: o post do senador Hamilton Mourão (Republicanos) no Twitter e o vídeo de Bolsonaro declarando apoio a Marinho por uma vídeochamada postado pelo deputado Giovani Cherini (PL) no Facebook.

ORGANIZAÇÃO DA DIREITA. A hashtag #PachecoNao chegou aos trending topics desta terça com, ao menos, 161 mil tweets.

Os bolsonaristas estão mobilizando as redes sobre a disputa há pelo menos 15 dias, segundo O Globo. O deputado e influencer bolsonarista Gustavo Gayer (PL) vem divulgando desde janeiro um site para pressionar os senadores pelo voto a favor de Marinho.

Segunda a Horus, de 24.jan a 31.jan foram 85 perfis influenciadores em todas as redes monitoradas comentando #PachechoNão, com cerca de 35 mil compartilhamentos mensuráveis.

REAÇÃO DA ESQUERDA. Os perfis que apoiam o presidente Lula nas redes sociais só se reagiram nesta terça. Até o @choquei postou sobre o tema apoiando a candidatura de Pacheco. Felipe Neto também se manifestou com diversos tweets ao longo do dia.

De 24.jan a 31.jan foram apenas 14 perfis em todas as redes monitoradas comentando #MarinhoNão.

A hashtag #MarinhoNão também chegou aos trending topics desta terça com 93,2 mil tweets.

Reportagem Julianna Granjeia
Edição Sérgio Spagnuolo
PolíticaTwitter/XTelegram
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.