Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes se reuniu nesta quarta-feira (1.mar.2023) com representantes de plataformas de redes sociais e defendeu que haja uma regulamentação que leve em conta a autonomia das plataformas.

O encontro, no qual participaram representantes de Telegram, Twitch, TikTok, Kwai, Meta, Google, YouTube e Twitter, foi reportado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

GRUPO DE TRABALHO. Segundo o jornal, um dos desfechos do encontro foi a criação de um grupo de trabalho que apresentará "propostas de melhoria da autorregulação e sugestões de regulamentação ao Congresso".

Moraes teria dito que a definição sobre conteúdos a serem moderados deve levar em conta ferramentas de autocontrole que as plataformas já possuem e que servem, por exemplo, para agir sobre pedofilia e pornografia infantil. O ministro defendeu que esse tipo de atuação se estenda a conteúdos que reproduzem ou estimulam discurso de ódio e atentados antidemocráticos.

No início de fev.2023, Moraes disse que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do qual ele é presidente, levará ao Congresso uma proposta de regulamentação de redes sociais.

Texto Laís Martins
Edição Alexandre Orrico

Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.