Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Professores do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro, denunciaram nos últimos dias uma agressão a uma docente por alunos que pode ter sido motivado por um desafio originado em redes sociais.

Em nota publicada no dia 22.set, o departamento de inglês da escola explica que uma professora foi agredida por alunos do 6° ano, citando que a agressão foi motivada por um desafio nascido em uma rede social nos EUA em 2021 que consistia em dar uma bofetada no professor da turma e, quando possível, filmar a agressão.

O diretor do Campus Humaitá II, Ricardo Miranda, onde ocorreu o caso, confirmou o episódio mas não disse se a agressão teve como inspiração desafios de redes sociais:

Os dois apostaram entre si se a aluna teria a coragem de dar um tapa na professora. A discente deu o primeiro tapa e foi até o colega cobrar o valor que tinha sido apostado (R$ 5,00 - cinco reais). O aluno disse que não tinha valido, que tinha sido fraco. A estudante, então, voltou e deu mais dois tapas na docente.

Segundo a nota, os alunos envolvidos foram suspensos e a professora registrou boletim de ocorrência. Também foram enviados relatórios acerca dos estudantes envolvidos ao Conselho Tutelar e ao Ministério Público Federal.

DESAFIO NO TIKTOK. O caso se assemelha bastante ao pânico criado por um desafio que viralizou no TikTok entre 2021 e 2022 nos EUA, mas que nunca foi confirmado para além de poucos casos suspeitos.

Como as Big Techs cravaram os dentes na educação brasileira
Casos de instalação forçada de aplicativos em celulares de alunos e professores com contas do Google mostra efeitos da proximidade entre Big Tech e educação
Texto Leonardo Coelho
Edição Alexandre Orrico
TikTok
Acesse o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.