Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Quase metade dos tribunais de Justiça do Brasil atualmente usam ferramentas de inteligência artificial, de acordo com um relatório da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

De 91 tribunais em todo país, 44 deles responderam que possuem algum tipo de sistema de inteligência artificial (desde automações mais simples até aplicações mais complexas). O Conselho Nacional de Justiça, que trabalha pelo aperfeiçoamento da Justiça brasileira, também informou utilizar IA.

Distribuídos entre cortes de diversos tipos e instâncias, o uso de IA no judiciário começa a se expandir a partir de 2018, alcançando seu pico em 2020 e 2021.

QUEM ADOTA MAIS IA. O Distrito Federal é o estado que mais tem iniciativas na área: o dobro em comparação ao Rio Grande do Sul, que vem em segundo.

Além disso, os Tribunais de Justiça são de longe os que mais tem iniciativas em produção, com 17, seguido pelos tribunais da Justiça do Trabalho.

Segundo os pesquisadores as próximas pesquisas devem mensurar os benefícios do uso da IA no judiciário.

Em 2019, o CNJ publicou uma pesquisa próprio sobre inteligência artificial no judiciário, que pode ser acessada aqui.

Texto Leonardo Coelho
Edição Sérgio Spagnuolo
Inteligência Artifical
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.