Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Alex Jones, um famoso comunicador de extrema-direita e o cara que afirmou que o ataque em escola primária nos Estados Unidos que vitimou 20 crianças e 6 adultos foi uma farsa, teve sua conta recentemente restituída no Twitter/X.

“VOX POPULI, VOX DEI”. Citando uma frase brega em latim sobre vontade popular, Elon Musk, o bilionário proprietário do X, lançou uma enquete questionando os usuários sobre a restauração da conta de Jones na plataforma.

Ele e seu programa, InfoWars, foram banidos da rede social em 2018 por comportamento abusivo.

Apple, YouTube, Spotify e Facebook também removeram podcasts e canais de Jones devido a violações das normas da comunidade.

Grupos que glorificam ataques a escolas seguem com espaço no Twitter/X
Mesmo após Operação Escola Segura, parceria do Ministério da Justiça e da Polícia Federal, essas comunidades seguem ativas, aponta novo relatório

VOLTOU ATRÁS. No ano passado, ao responder um usuário sobre o retorno de Jones ao X, Musk afirmou: “Não tenho piedade para aqueles que usam a morte de crianças em busca de ganho político ou fama”.

Agora, neste final de semana, Musk participou de um Spaces com Jones para discutir as declarações sobre o ataque em Sandy Hook e outros massacres escolares.

PORQUE IMPORTA. Apesar dos apesares, o X ainda é uma das mais notórias redes sociais do mundo. Essa ação gera uma nova incerteza para anunciantes que têm evitado o uso da plataforma por conta de preocupações sobre discurso de ódio, e também representa o mais recente caso de uma personalidade de extrema-direita recuperando sua conta banida.

VOCÊ PRECISA SABER QUE. Em 2022, Alex Jones foi condenado a pagar mais de US$ 1 bilhão em indenizações aos familiares das vítimas do ataque de Sandy Hook, que foram perseguidos por fãs do InfoWars. Ele até tentou declarar falência para evitar o pagamento das indenizações, mas não deu certo.

Radical de direita nos EUA pagará U$1 bi por fake news
Alex Jones, da produtora Infowars, negou por anos o massacre de crianças em uma escola nos EUA, e mentiras fizeram pais de crianças mortas serem perseguidos por seus fãs
Twitter/X
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.