Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Um juiz federal norte-americano ficou tão puto com o Google – após a empresa ter sumido com potenciais provas em um processo com a empresa de games Epic – que prometeu investigar a conduta da empresa "por conta própria, fora do tribunal".

O QUE ROLOU. No começo de dezembro, o juiz James Donato disse que a conduta do Google de suprimir evidências é uma "agressão frontal" ao sistema de Justiça, segundo o site The Verge.

Donato supervisiona o processo Epic vs Google, no qual a fabricante de jogos reclama das taxas cobrada pela Play Store. Esse processo tem o potencial de mudar o futuro da loja de apps na plataforma Android.

"Eu vou até o fundo disso encontrar quem é responsável", disse o juiz. "Vai ser uma coisa separada de qualquer coisa que aconteça aqui [no julgamento], mas esse dia vai chegar".

ADMISSÃO. O CEO do Google, Sundar Pichai e outros funcionários admitiram terem suprimido documentos de maneira irregular com a finalidade de mantê-los fora do alcance do público.

CONTEXTO. No processo, a Epic Games acusa a loja de aplicativos do Google de ser um monopólio ilegal. A empresa já processou a Apple antes pelos mesmos motivos, mas perdeu neste ano após um tribunal de apelações ter decidido que as regras da Apple Store não violam leis de concorrência nos EUA.

Via The Verge

GoogleEpic Games
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.