Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Evan Spiegel, CEO da Snap, dona do Snapchat, começou 2024 com a faca entre os dentes.

O QUE HOUVE? Em um e-mail enviado aos funcionários da empresa, Evan detalhou as prioridades para este ano.

O executivo acredita que estamos à beira de uma revolução comparável às do computador pessoal e do celular.

Inteligência artificial? Não. Para ele, a revolução passa pelos gadgets vestíveis, como os Spectables da Snap.

(Você se lembra dos Spectables? Os óculos escuros que mandam fotos e vídeos para o Snapchat? Não?)

PLANO. Evan acredita que 2024 será um ponto de virada, o ano em que a Snap entregará “seu potencial pleno” de como imagina as interações sociais no digital.

Para isso, a Snap focará seus esforços em três frentes:

  • Evoluir os algoritmos responsáveis pelas interações com anúncios a fim de torná-los mais efetivos.
  • Unificar interações do Spotlight (o clone do TikTok do Snapchat) e Stories para aperfeiçoar a recomendação de conteúdo personalizado.
  • Focar mais no crescimento em mercados desenvolvidos, como América do Norte e Europa, o que, para ele, significa “uma abordagem mais iOS-cêntrica”.

OPINIÃO. Parece um plano feijão com arroz de toda rede social algorítmica, não?

POLÊMICA. O assunto do e-mail de Evan é a decretação da morte das redes sociais:

As redes sociais morreram. Vida longa ao Snapchat!

Soa estranho vindo do CEO de uma rede social, mas, segundo o próprio, o Snapchat não é isso. É um app de relacionamentos.

O discurso paz e amor dá uma guinada mais para o final, quando Evan pesa para cima de (imagina-se) Meta e X (antigo Twitter):

É certo que estamos longe de sermos perfeitos, mas enquanto nossos concorrentes estão conectando pedófilos, alimentando insurreições e recomendando propaganda terrorista, sabemos que o Snapchat faz as pessoas felizes.

Climão.

O Business Insider tem o texto completo (em inglês) do memorando de Evan Spiegel.

Post feito em parceria com o Manual do Usuário

SnapchatMetaManual do Usuário
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.