Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

A Meta anunciou que, em breve, permitirá a pessoas na União Europeia desvincular as contas que tenham nos serviços da empresa.

COMO ASSIM? Na prática, será possível usar o Instagram e o Facebook sem que a Meta cruze os dados das duas redes.

Além desses serviços, outros três vinculados (até no nome!) ao Facebook também poderão ser usados à parte: Facebook Messenger, Facebook Marketplace e Facebook Gaming.

A novidade valerá para quem vive na União Europeia, Espaço Econômico Europeu e Suíça.

CONTEXTO. No comunicado à imprensa, a Meta disse que as mudanças são por força do Digital Markets Act (DMA).

A lei europeia começará a ser aplicada em mar.2024. A Meta é uma das seis empresas classificadas pela União Europeia como "gatekeepers" — sujeitas às regras mais duras.

OK, MAS… Ao desvincular as contas, alguns recursos ficarão prejudicados.

No Marketplace, por exemplo, não será possível negociar os produtos à venda pelo Facebook ou Messenger. Para esses casos, a Meta diz que o e-mail será o meio de comunicação.

No caso do Facebook Gaming, só será possível transmitir jogos "single player".

E no do Instagram e Facebook, ao separar as contas, deixa de ser possível compartilhar um conteúdo em ambas ao mesmo tempo.

A mudança é opcional. A quem não quiser separar as contas dos serviços da Meta, tudo segue como antes.

E O GOOGLE? Em 12.jan, o Google também anunciou uma medida similar, pelo mesmo motivo, para o mesmo público.

No caso do Google, os serviços afetados serão: YouTube, Pesquisa, serviços de anúncios, Google Play, Chrome, Google Shopping e Google Maps.

Via Meta (em inglês), Google.

Post feito em parceria com o Manual do Usuário

GoogleMetaInstagramFacebookmessengerManual do Usuário
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.