Não, você não passou a vida usando errado o canudinho flexível

O objetivo da invenção, patenteada nos anos 1930, era ajudar crianças e pessoas com mobilidade reduzida.

Receba de graça a newsletter Garimpo


Esta imagem tem circulado muito na internet. Segundo ela, nós passamos a vida inteira usando errado o canudinho flexível.

Muita gente acreditou e ficou surpresa com a "descoberta", mas outros desconfiaram: se o canudo é pra ser usado assim, por que aquela extremidade pontiaguda?

Eu mandei email pra todos os fabricantes brasileiros de canudo plástico que encontrei, perguntando se era verdade. Nenhum deles respondeu até agora, então resolvi ir direto à fonte: o inventor do aparato, o americano Joseph B. Friedman.

Não consegui falar com ele, que morreu em 1982. Mas, em 1936, ele registrou a patente do canudinho flexível. Segundo o centro de estudo de invenções e inovações Lemelson, Friedman teve a ideia depois de ver sua filha tendo dificuldades pra beber um milkshake com um canudo — vejam vocês — de papel.

Ou seja, o objeto foi criado pra ajudar crianças ou pessoas com mobilidade reduzida, não pra sorver até a última gota de um líquido contido numa embalagem Tetra Pak.

Aqui temos a ilustração contida na patente e um trecho do texto explicando a invenção:

Ilustração na patente do canudinho flexível. - Reprodução / United States Patent and Trademark Office
"O objetivo principal da minha invenção é proporcionar um canudo de refrigerante ou bebida similar com uma parte flexível, posicionada de forma que o tubo possa ser dobrado durante o uso sem reduzir substancialmente o diâmetro do canudo." - Reprodução / United States Patent and Trademark Office

Neste anúncio da Flex-Straw, empresa fundada por Friedman, podemos ver três exemplos de uso do canudinho flexível — todos do jeito, digamos, clássico.

Então é isso: a gente faz muita coisa errada nesta vida, mas usar canudinho flexível não é uma delas. Graças a Deus.


Faça parte da conversa

Reações de apoiadores
carregando reações...

Apoie o Núcleo para publicar seu comentário, reagir à matéria e participar da conversa. Caso já seja apoiador ou apoiadora, faça login abaixo sem senha, usando apenas seu email.


Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca