Indigenista e jornalista inglês estão desaparecidos na Amazônia

Bruno Araújo Pereira, da Funai, vinha recebendo ameaças por sua atuação contra invasores, pescadores, garimpeiros e madeireiros.

Receba de graça a newsletter Garimpo


Bruno Araújo Pereira, indigenista da Funai, e o jornalista inglês Dom Philips estão desaparecidos na Amazônia. Eles estavam fazendo um trajeto entre a comunidade ribeirinha São Rafael e a cidade de Atalaia do Norte (AM).

Segundo O Globo, Pereira vinha recebendo ameaças por sua atuação contra invasores, pescadores, garimpeiros e madeireiros. Philips estava acompanhado dele para entrevistar uma equipe de vigilância indígena próxima ao Lago do Jaburu.

O desaparecimento foi noticiado pelo jornal inglês The Guardian, para o qual o jornalista escreve.

Segundo o jornalista Rubens Valente, na região onde Araújo e Philips desapareceram, há uma base da Funai que tem sofrido ataques a tiro de caçadores clandestinos desde 2018.

O Ministério Público Federal, a Polícia Federal e o Exército foram acionados para as buscas, segundo O Globo. O Guardian afirmou estar em contato com a embaixada do Reino Unido no Brasil e as autoridades locais.


Faça parte da conversa

Reações de apoiadores
carregando reações...

Apoie o Núcleo para publicar seu comentário, reagir à matéria e participar da conversa. Caso já seja apoiador ou apoiadora, faça login abaixo sem senha, usando apenas seu email.


Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.