O que é queer? Termo viraliza após post de Valentina Schmidt

Publicação da filha do apresentador Tadeu Schmidt colocou a expressão entre as buscas mais populares no Google.

Receba de graça a newsletter Garimpo


Ontem, no Dia do Orgulho LGBTQIA+, a atriz Valentina Schmidt publicou no Instagram uma foto segurando um cartaz com os dizeres "I'm queer and I'm proud" ("sou queer e tenho orgulho", em tradução livre).

O pai dela, o apresentador Tadeu Schmidt, comentou o post com coraçõezinhos coloridos, aludindo à bandeira arco-íris do movimento LGBTQIA+.

Reprodução / Instagram

Com a repercussão em sites de notícia, os termos "Queer o que é" e "Queer" ficaram entre os mais buscados no Google Brasil.

Reprodução / Google Trends

Mas então, o que é a queer? A própria Valentina escreveu sobre isso no Dia do Orgulho do ano passado:

"Depois de anos de dúvidas, cheguei a uma conclusão da qual me orgulho e com a qual finalmente me sinto confortável: sou queer, ou seja, no meu caso, minha orientação sexual e atração emocional não se encaixam nos padrões da heteronormatividade. Eu me amo e amo todos vocês. Esta sou eu. Simples assim."

Se você quiser se aprofundar no assunto, pode ler no site da Unicamp este artigo da professora de filosofia Aléxia Bretas sobre a origem da palavra e como ela ganhou diferentes conotações ao longo do tempo.

Depois de pontuar que o termo "queer" começou a ser estigmatizado na passagem para o século 20, ela cita um trecho do Manifesto Queer Nation, de 1990, que explica a opção por essa expressão em vez de outras, como "gay":

“Bem, sim, ‘gay’ é lindo. Tem seu lugar. Mas quando muitos homens e mulheres gays acordam, pela manhã, sentimos raiva e desgosto, não alegria. Por isso escolhemos nos chamarmos ‘queer’. Usar ‘queer’ é uma maneira de lembrarmos como somos percebidas pelo resto do mundo. É uma maneira de dizermos que não precisamos ser pessoas empolgadas e charmosas, que levam suas vidas discretamente e à margem do mundo hétero. Usamos queer como homens gays que amam lésbicas e lésbicas que amam ser queer.”

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca