O que está acontecendo no Rio Grande do Sul e como ajudar

Imagens do desastre climático no estado estão tomando as redes. Você pode colaborar com doações locais ou via PIX
🆘
Lista atualizada de onde realizar a doação de alimentos.
Lista no X/Twitter com perfis que estão cobrindo a tragédia.
Lista para onde doar em cada município atingido.
Mapa de resgate atualizado minuto a minuto.
Como ajudar os animais em diversas cidades.
Não sou do RS, como ajudar? Aqui.

Temporais que atingem 147 cidades do Rio Grande do Sul desde segunda-feira (29.abr.2024), causando enchentes, deslizamentos de terra, queda de pontes e rompimento de barragem, deixaram, até a publicação deste post, 83 pessoas mortas e 111 desaparecidas. Cerca de 141 mil pessoas estão fora de suas casas. Na capital, o lago Guaíba atingiu 4,58m e avançou pelas ruas e avenidas. A Defesa Civil segue em alerta para os níveis do Guaíba, que pode atingir a marca histórica de 5m, ultrapassando a enchente de 1941.

Influenciadores se unem para socorrer o RS; saiba como ajudar também
Influenciadores se juntaram a população para arrecadar doações para o RS. Estado se encontra em calamidade pública

As regiões mais afetadas no estado são as seguintes:

  • Região Central
  • Região dos Vales
  • Serra Gaúcha
  • Região metropolitana de Porto Alegre

Vídeos e fotos da tragédia estão tomando as redes.

@uol Uma loja da Havan no município de Lajeado (RS) foi inundada nesta quinta-feira (2) pela água da chuva. A empresa colocou helicópteros à disposição da Defesa Civil. O governador Eduardo Leite (PSDB), decretou estado de calamidade pública no estado. As chuvas e enchentes foram classificadas como desastres de nível 3, "caracterizados por danos e prejuízos elevados". 📹 Assessoria Havan/02.mai.2024 #uol #noticias #riograndedosul #enchente #chuvas #havan ♬ som original - uol

Como ajudar as vítimas

A jornalista Paola Costa fez um fio no X/Twitter com informações de como ajudar as vítimas em várias cidades do Rio Grande do Sul — incluindo doações por PIX, para quem não está no estado.

Para consultar a lista completa, clique em Mostrar mais.

O governo do Rio Grande do Sul foi criticado por pedir PIX à população para combater a tragédia.

Estoque

Moradores do estado registraram nas redes pessoas que foram a supermercados para estocar água e comida.

Antecedentes

Em 2023, outros três desastres climáticos aconteceram no Rio Grande do Sul, nos meses de junho, setembro e novembro, causando o total de 75 mortes — o pedido de PIX do governo do estado em 2024 informa, inclusive, que a chave é "a mesma utilizada no ano passado".

Concurso Nacional Unificado

Após ser alvo de críticas nas redes sociais, o governo federal suspendeu as provas do Concurso Público Nacional Unificado, conhecido como o "Enem dos concursos", que estavam marcadas para este domingo (5.mai.2024).

⚠️ Texto modificado às 18h20 de 03.mai.2024 para atualizar o número de pessoas mortas e desaparecidas, além do nível atingido pelo lago Guaíba. Informações foram concedias pelo governador Eduardo Leite em coletiva de imprensa.

Receba nossas newsletters e traga felicidade para sua vida.

Não perca nada: você vai receber as newsletters Garimpo (memes e atualidades), Polígono (curadoria de ciência nas redes sociais) e Prensadão (resumo semanal de tudo o que o Núcleo fez). É fácil de receber e fácil de gerenciar!
Show de bola! Verifique sua caixa de entrada e clique no link para confirmar sua inscrição.
Erro! Por favor, insira um endereço de email válido!