Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

O Núcleo lança nesta segunda-feira (27.nov) um Canal no WhatsApp, com o objetivo de compartilhar conteúdos de forma direta para a nossa audiência, facilitar o compartilhamento de notícias e ampliar a base de leitores. 

Em junho deste ano, o WhatsApp disponibilizou o recurso de Canais no Brasil. Segundo a própria Meta, é “uma ferramenta de transmissão unidirecional para os administradores enviarem texto, fotos, vídeos, figurinhas e enquetes”.

Mais de 500 milhões de pessoas já utilizam os Canais ao redor do mundo. A ferramenta se mostra uma alternativa para organizações jornalísticas que querem ter um contato mais direto com a audiência e distribuir as publicações de forma mais centrada.

"O WhatsApp é a rede social mais usada pelos brasileiros hoje e nós queremos facilitar o consumo do nosso conteúdo para alcançar novos públicos", explica a gerente de estratégia do Núcleo, Jade Drummond.

"A criação do Canal, com conteúdo customizado para a linguagem específica do WhatsApp e textos de fácil compartilhamento, faz parte da nossa estratégia de audiência. Isso inclui chegar onde os leitores estão e fugir da mediação de algoritmos das plataformas", complementa.

O Brasil é o segundo país com o maior número de usuários do WhatsApp, com 147 milhões de brasileiros ativos na rede social, atrás apenas da Índia.

Os Canais ficam separados das conversas, na aba de "Atualizações" do WhatsApp, logo abaixo dos vídeos de "Status". As regras de privacidade da ferramenta fazem com que não seja possível visualizar quais canais uma pessoa segue.

Em um primeiro momento, o Núcleo vai lançar um Canal de conteúdo geral, mas há expectativa para a criação de espaços temáticos nos próximos meses.

O Núcleo se junta a diversas organizações jornalísticas independentes que também fizeram esse movimento buscando estar presente onde o leitor está, como Manual do Usuário, Aos Fatos, Repórter Brasil e JOTA.

Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.