Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Vai pular Carnaval este ano? Seguir algumas das orientações do Núcleo diminui bastante as chances do seu celular ser motivo de dor de cabeça.

Segundo o Serasa, 3 em 10 brasileiros já tiveram pertences furtados no Carnaval. O celular é o alvo em 48% dos casos.

Antes de tudo, uma dica básica é guardar o aparelho em uma doleira por dentro da roupa, para não ficar à vista.

Mas, ano passado publicamos várias recomendações para proteger melhor o celular durante as festas e agora atualizamos essa lista:

Apague apps relevantes

Antes de sair de casa, lembre-se de excluir os aplicativos do banco, além de outros como Gov.br, MEI — ou qualquer um que tenha suas informações pessoais importantes. Vale até deletar temporariamente o app do e-mail, por exemplo.

Ative o PIN do chip

Como colocar senha, ou PIN, no chip da operadora:

  • Se você tem um iPhone, clique aqui.
  • Se você tem um celular com Android, clique aqui (note que as instruções podem ser ligeiramente diferentes dependendo do seu aparelho).

Baixe o Celular Seguro

O app Celular Seguro, do governo federal, bloqueia remotamente dispositivos vinculados a um CPF, incluindo os serviços da operadora e os aplicativos bancários associados àquele celular.

Para baixar:

  • Se você tem um iPhone, clique aqui.
  • Se você tem um celular com Android, clique aqui.

Passo-a-passo de como usar o Celular Seguro

Abrindo o app, você verá três opções: pessoas de confiança, registro de aparelhos e registro de ocorrências.

  • Adição de pessoas de confiança: Permite que pessoas autorizadas registrem ocorrências em seu nome.
  • Registro de aparelhos: Conecta dispositivos diretamente ao seu CPF para monitoramento. Atenção: não há restrição quanto ao número de dispositivos, mas a linha telefônica deve estar vinculada ao CPF para emitir alertas.
  • Registro de ocorrências: Possibilita relatar incidentes de forma simples e direta.

    Ao solicitar o bloqueio, as operadoras e instituições bancárias associadas são notificadas e suspendem o acesso, visando a segurança contra atividades fraudulentas.

"Roubaram meu dispositivo com o Celular Seguro. O que eu faço?"

  • Em caso de roubo do celular com o aplicativo, é possível reportar a ocorrência através do site (clique aqui).

Anote o IMEI

O IMEI é um número de identificação único e global do aparelho. Ter o número em mãos pode te ajudar a bloquear remotamente um celular roubado.

Para encontrar o seu IMEI:

  • Clique aqui se você tem iPhone.
  • Clique aqui se você tem Android (varia de celular para celular).

Atenção: celulares que utilizam mais de um chip possuem um IMEI para cada chip, sendo necessário verificar cada um dos IMEIs.

O Canaltech fez um guia sobre como bloquear o seu chip nas principais operadoras do país.

Use as proteções do Android e iPhone

Para configurar o “Encontre Meu Dispositivo” (Android), clique aqui. Se você tem iPhone, aprenda a usar a “Proteção de Dispositivo Roubado” aqui.

Use biometria, PIN ou senha no aparelho

Escolha senhas mistas (com letras e números) ou PINs seguros (evite escolhas óbvias como 123456). Adicione também a sua biometria, como impressão digital ou reconhecimento facial, para aumentar a segurança.

Para proteger direito o seu celular:

  • Se você tem iPhone, clique aqui para ver como configurar um código e a biometria (Touch ID ou Face ID, dependendo do modelo).
  • Se você tem Android, veja aqui como mudar para PIN ou senha em vez de padrão.

Configure o PIN do Zap

Para saber como definir o seu PIN do WhatsApp, clique aqui. O app vai pedir o código periodicamente para que você não se esqueça dele.

Isso não é exclusivo para o Carnaval, ok? Essa medida dificulta clonagem e bisbilhotagem no seu zap.

Mas caso tenham mexido no seu WhatsApp, o desinformate* já mostrou como recuperar o acesso à conta:

  • Envie um e-mail para [email protected].
  • Coloque o assunto “Número perdido/roubado”.
  • No corpo do e-mail, inclua a mensagem “Perdido/Roubado: Por favor, desative minha conta. O número é +55 XX 9XXXX-XXXX”.

Veja se seu banco tem "Modo Rua"

Dê uma olhada se o seu banco tem alguma funcionalidade de segurança, tipo o "Modo Rua" do Nubank.

Ele limita o número de transações via Pix, TED ou boleto a um valor máximo mais baixo quando a pessoa estiver fora de casa.

  • Se você usa Nubank, veja como ele funciona aqui. Para ativar, siga este passo-a-passo.

LEVE UM CELULAR VELHO — OU SÓ NÃO VÁ COM CELULAR

Às vezes, a melhor forma de curtir a festança é saindo com um celular do ladrão ou sem qualquer celular mesmo.

Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.