Telegram pode ser bloqueado se não suspender canal de blogueiro bolsonarista

Até a manhã de 26.fev o canal de Allan dos Santos continuava ativo, com quase 128 mil inscritos

Em decisão proferida em 18.fev, o ministro do STF Alexandre de Moraes ordenou que o Telegram desative canais ligados ao blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, informando que, em caso de descumprimento, o aplicativo poderá ser punido com multa diária de R$100 mil e suspensão de seu funcionamento por prazo inicial de 48 horas.

Até a manhã de 26.fev o canal continuava ativo, com quase 128 mil inscritos.

Segundo a decisão, devido ao alcance de seu perfil no aplicativo, o blogueiro utiliza o canal para "propagação de ataques ao Estado Democrático de Direito, ao Supremo Tribun al Federal, ao Tribunal Superior Eleitoral e ao Senado Federal, além de autoridades vinculadas a esses órgãos."

O blogueiro de ultra-direita fez provocações à decisão de Moraes e aparentemente criou um canal novo de backup, que já tem quase 10 mil inscritos.

Considerando a pressão que o Tribunal Superior Eleitoral também vem exercendo sobre o aplicativo de mensagens e o fato que a empresa não parece estar interessada em responder às tentativas de comunicação do judiciário brasileiro, a suspensão, ainda que temporária, do aplicativo nos próximos meses parece cada vez mais provável.

O TSE não está nada feliz com o Telegram
Ministros discutirão providências na volta do recesso; Barroso já ventilou banimento do serviço em território nacional
Texto Lucas Lago
Edição Sérgio Spagnuolo

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca