Meta pede opinião de usuários sobre privacidade e integridade

Empresa explica como equilibra privacidade com integridade e receberá sugestões até 30.set.2022

A Meta divulgou um white paper explicando como equilibra privacidade e integridade em seus esforços para manter a integridade das suas plataformas sociais.

O dona de de Facebook, Instagram e WhatsApp também quer a opinião de usuários para melhorar ferramentas que tentam garantir a integridade das suas plataformas sociais.

COMO ASSIM? No documento, um PDF em inglês com cerca de 20 páginas (descontadas as referências), explica a lógica e alguns procedimentos em áreas como moderação, verificação de identidades, ações em momentos de crise, entre outras.

Em comunicado à imprensa, a Meta cita como exemplo o treinamento dos algoritmos para moderação automatizada de conteúdo. De lá:

Salvamos cópias antigas de [casos de] discurso de ódio confirmados. Podemos salvar esses textos e imagens ao mesmo tempo em que minimizamos a quantidade de informação pessoal identificável das pessoas que os publicaram.

Essa decisão de design promove segurança ao criar uma automação mais confiável e ajuda a proteger a privacidade das pessoas minimizando a quantidade de dados pessoais que usamos para o treinamento [da intligência artificial].

O QUE MAIS? A Meta quer ouvir o que as pessoas têm a dizer a respeito desse arranjo.

Para isso, a empresa disponibilizou um e-mail, [email protected], que receberá mensagens com sugestões e críticas até 30 de setembro.

“Levaremos suas sugestões em consideração na medida em que continuamos a buscar soluções para esses problemas críticos”, afirma a empresa.

Via Meta (em inglês).

Post feito em parceria com o Manual do Usuário

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca