Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) nesta semana, o empresário Luciano Hang teve suas contas no Instagram, Facebook, TikTok, Twitter e YouTube bloqueadas por determinação judicial.

O QUE ACONTECEU? O ministro do STF e presidente temporário do TSE, Alexandre de Moraes, determinou na terça (23.ago.22) o bloqueio das redes sociais de oito empresários suspeitos de compartilhar mensagens de cunho golpista em um grupo de WhatsApp bolsonarista.

Após ter sua participação no grupo denunciada em reportagem do Metrópoles, o dono da rede de lojas de departamento Havan, Luciano Hang, teve suas contas bloqueadas na Meta e no TikTok na quarta-feira (24.ago.22). Já suas contas do Twitter e YouTube foram bloqueadas na quinta-feira.

NÃO É A PRIMEIRA VEZ: O empresário bolsonarista já teve suas contas do Twitter bloqueadas duas vezes. A primeira, em julho de 2020, foi a pedido do ministro Alexandre de Moraes no inquérito das fake news. A segunda foi uma decisão da própria plataforma, que suspendeu o perfil após postar desinformação sobre vacinação infantil.

Edição Sérgio Spagnuolo
Twitter/XTikTokYouTubeInstagramFacebook
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.