TSE finalmente contrata empresa para monitorar redes sociais

O contrato foi homologado no valor de R$250 mil reais por um prazo de 12 meses.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) finalmente concluiu a contratação de empresa para fazer monitoramento de redes sociais durante o período eleitoral.

A vencedora do certame, cujo resultado foi publicado no Diário Oficial da União de 14.set.2022, tem sede em Belo Horizonte (MG) e escritório em Brasília (DF).

A empresa vencedora da licitação, Partners Comunicação Integrada, já recebeu ao menos R$40,2 milhões em contratos com o governo federal que datam desde 2012.

O contrato foi homologado no valor de R$250 mil reais por um prazo de 12 meses, o que corresponde a R$20,8 mil por mês.

O serviço a ser prestado inclui o "monitoramento online e em tempo real da presença digital do TSE e de temas de interesse da Justiça Eleitoral em redes sociais, com a entrega de alertas em tempo real (por app, email, SMS ou WhatsApp), relatórios analíticos diário, semanal e mensal com análise quantitativa e qualitativa e elaboração de plano mensal de ação estratégica para atuação em redes sociais.

No início de setembro, reportagem do Núcleo mostrou que o TSE ainda não havia contratado empresa de monitoramento, num processo que se arrastava desde, pelo menos, dezembro de 2021.

A empresa tem como clientes diversas agências de governo, seja no nível federal quanto estadual e até mesmo municipal. No governo federal, a Partners possui contratos vigentes com os Ministérios das Comunicações, da Educação e da Justiça e Segurança Pública. A empresa já fez contratos com o Tribunal Superior Eleitoral.

Texto Laís Martins
Edição Alexandre Orrico

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca