Debates ferveram atividade de políticos nas redes sociais

O ISP, índice criado pelo Núcleo para medir a temperatura das redes de políticos, está em seu maior patamar sustentado desde o começo da série histórica, iniciada em abr.2021

A campanha eleitoral teve 45 dias bem intensos, com diversos eventos e acontecimentos nesse meio tempo – desde o falecimento da rainha Elizabeth II e o "imbrochável" do 7.set até embates entre a direita e ministros do TSE e notícias corrupção presidencial.

Mas o que movimentou mesmo as redes sociais de políticos foram os três debates na TV entre presidenciáveis (mesmo aquele sem a presença de Lula).

EVIDÊNCIAS. O ISP, índice criado pelo Núcleo para medir a temperatura das redes de políticos, está em seu maior patamar sustentado desde o começo da série histórica, iniciada em abr.2021.

O QUE ISSO QUER DIZER? Para se ter uma ideia, entre 1º.abr.2021 e 14.ago.2022, a mediana do ISP foi de 42,7 pontos numa escala que vai de 0 a 100.

O que é mediana? 

A mediana é o ponto central do conjunto de dados, aquele ponto que divide a metade maior da metade menor de uma base.

A mediana é utilizada para encontrar a tendência dos dados a fim de evitar distorções que possam ser causadas pela média por conta de uma grande diferença entre valores.

EXEMPLO: dado o conjunto de dados [10, 15, 20, 25, 95]

- A mediana desse conjunto seria 20 (o número central)
- A média seria 33 (a soma dos números dividida por 5)

A mediana, nesse caso, pode representar melhor o conjunto de dados do que a média, pois o maior valor está muito distante dos outros.

ISP NA CAMPANHA. O índice marcou 100 pontos  por 6 vezes durante a campanha eleitoral – uma marca bem difícil de ser alcançada. Nos 18 meses anteriores à eleição, o ISP havia marcado 100 pontos apenas 3 vezes.

Gráfico Interativo

DATAS RELEVANTES. Durante a campanha eleitoral, o índice ISP atingiu seu máximo no dia 16, data de início da campanha eleitoral, e nos dias 28 e 29 de agosto, marcados pelo primeiro debate presidencial na TV Bandeirantes seguidos de entrevistas de candidatos ao Jornal Nacional.

Depois disso, o índice teve picos nos dias 25.set (logo após o debate no SBT) e nos dias 29-30.set (logo após o debate na Globo).

SOBRE O ÍNDICE. O índice ISP considera Twitter, Facebook e Instagram e leva em conta apenas posts publicados nas redes de políticos e atores relevantes (como candidatos e personagens que movem a política).

O Núcleo considera que analisar engajamento e atividade é o mais adequado para medir a popularidade de políticos nas redes sociais, pois permite reduzir o ruído causado pela enxurrada de menções e comentários que frequentemente mais prejudicam do que ajudam a entender os cenários.

Acesse os dados aqui

Texto Sofia Schurig
Dados e gráfico Sérgio Spagnuolo
Edição Alexandre Orrico

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca