Na contramão de Meta e Twitter, TikTok mira mais contratações

Recrutadores do TikTok têm sondado pessoas que foram demitidas por Meta e Twitter para compor equipe na Califórnia

Parece que a maré ruim no Vale do Silício que atingiu Meta e Twitter não chegou até o TikTok. Enquanto as empresas de Zuckerberg e Musk fazem cortes, o TikTok planeja dobrar o número de funcionários na Califórnia, segundo reportou o The Information nesta quarta-feira (16.nov.22).

DE OLHO. Os recrutadores do TikTok têm abordado engenheiros que foram demitidos pelo Twitter e pela Meta sondando o interesse de trabalharem para a ByteDance, empresa chinesa que é dona do TikTok.

Segundo a reportagem, o TikTok quer aumentar o número de funcionários nos escritórios de Mountain View, na Califórnia, para 2 mil pessoas.

RESPOSTA. As contratações fazem parte de uma adequação do TikTok para ter mais engenheiros nos Estados Unidos à medida que a rede social se vê no centro do debate público por preocupações sobre o uso de dados de usuários norte-americanos pelo governo chinês.

Na terça-feira (15.nov), o diretor do FBI, Christopher Wray, disse a parlamentares que a agência está "extremamente preocupada" com a influência do TikTok sobre usuários nos EUA.

FBI demonstra “preocupação extrema” com influência do TikTok
Outras autoridades dos EUA também têm alertado sobre potencial influência chinesa através da rede de vídeos curtos
Texto Laís Martins
Edição Julianna Granjeia

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca