Hive, alternativa ao Twitter, desativa app para resolver questões de segurança

Prática de desabilitar serviço destoa de modus operandi comum das big techs, de seguir online apesar de problemas críticos

O Hive, que vinha sendo cotado como uma alternativa ao Twitter, desativou completamente os servidores por alguns dias para resolver questões críticas de segurança que foram identificadas por pesquisadores externos.

A informação foi dada pelo site TechCrunch na quinta-feira (01.dez.2022).

Pesquisadores alemães de um coletivo chamado Zerforschung alertaram que vulnerabilidades no Hive permitiriam acesso a todos os dados, inclusive mensagens e publicações privadas, além da possibilidade de editar posts de terceiros.

  • Segundo um post do coletivo, em 26.nov, os pesquisadores entregaram um relatório inicial com as vulnerabilidades de maneira reservada à Hive e relataram ter dificuldade de estabelecer contato com executivos. Alguns dias depois, a empresa respondeu dizendo que os problemas foram solucionados. Mas os pesquisadores constataram que as vulnerabilidades permaneciam e foi então que decidiram tornar as preocupações públicas.

NOVIDADE. A decisão da rede de desabilitar completamente seu serviço destoa do que se vê no mundo das big techs, onde a máxima parece ser consertar os problemas à medida que surgem mas sem impedir a operação da rede.

Texto Laís Martins
Edição Julianna Granjeia

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca