Bolsonaristas se inspiram em invasão do Capitolio para causar nas redes sociais

Bolsonaristas convocaram golpistas pelas redes e dizem que Lula "não vai subir a rampa" do Palácio da Alvorada #NúcleoNasEleições

Mensagens e vídeos de ameaças ao presidente eleito Lula (PT) se intensificaram nas redes sociais nos últimos sete dias, depois que apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) ocuparam o gramado do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República, para manifestações de caráter golpista.

Monitoramento da ferramenta Horus, do Núcleo, mostra que as mensagens no Twitter e no Telegram depois que bolsonaristas incendiaram um ônibus na segunda-feira (12.dez.22), dizem que Lula (em suas diversas formas de citação como "molusco", "bandido" e "nove") "não vai subir a rampa".

Os grupos golpistas ainda trabalham com a narrativa de que "tacar fogo em ônibus é padrão da esquerdalha bandida" e que havia petistas infiltrados na ação terrorista de ontem à noite.

Os bolsonaristas afirmaram, ainda, que os portões do Alvorada foram abertos durante a noite de 12.dez para que eles se aproximassem da residência de Bolsonaro e que, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, teria mandado servir lanches e refrigerantes para quem está participando dos protestos contra a vitória democrática de Lula nas eleições.

Um novo suposto padre também apareceu por lá ao lado de Bolsonaro incitando golpe.

OUTRO LADO. Diversos políticos foram ao Twitter contestar as mensagens golpistas e pedir punição aos terroristas que atearam fogo a um ônibus em frente ao Palácio da Alvorada.

Edição Alexandre Orrico

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca