Uma olhada no Ivory, aplicativo de Mastodon para iOS

O melhor aplicativo de Twitter para iOS ganhou um “clone” focado em Mastodon. Núcleo testou o Ivory antes do lançamento oficial.

Dos mesmos criadores do Tweetbot, vem aí o Ivory: um aplicativo para iOS que conversa com instâncias do Mastodon.

O Ivory ainda está em fase alpha, ou seja, em testes e com arestas a serem aparadas. No último sábado (14), consegui acesso à versão de testes, que agora apresento aqui.

Em vídeo:

A boa notícia é que o Ivory lembra muito o Tweetbot e, ao mesmo tempo, assimila bem as peculiaridades do Mastodon. Não poderia ser diferente: sua base é a mesma do Tweetbot e o padrão de qualidade da Tapbots é conhecido.

Ao abrir o aplicativo, tem-se a visão da linha do tempo principal. Embaixo dos posts aparecem os botões de ações típicas — responder, “retuitar” (aqui chamado de “boost”), favoritar —, mais dois “internos” — a folha de compartilhamento e um botão de configuração que agrega coisas como bookmarks, tradução e detalhes do post e do perfil.

Os gestos, herdados do Tweetbot, estão presentes:

  • Arraste à esquerda para abrir o post em detalhes — ver respostas e meta dados dele;
  • Arraste à direita para ter acesso a atalhos rápidos — por padrão, favoritar e responder; é possível alterar esses comandos nas configurações do aplicativo.
Três prints do Ivory mostrando recursos da tela inicial/linha do tempo.
Imagens: Ivory/Núcleo.

Um detalhe legal do Ivory é contemplar as linhas do tempo do Mastodon — algo que o aplicativo oficial optou por deixar de lado. Ao contrário do Twitter, onde existe apenas uma, o Mastodon oferece três:

  • Home, a padrão, contém os posts das pessoas que você segue em quaisquer instâncias;
  • Local, que exibe todos os posts de todo mundo que está na mesma instância que você; e
  • Federada, que exibe todos os posts de todos os perfis conectados à sua instância, ou seja, de todo mundo que pelo menos uma pessoa da sua instância segue.

Na parte inferior da janela há um menu principal com cinco ícones, dois deles fixos (linha do tempo e respostas) e três personalizáveis. Para alterar um desses três, basta segurar o dedo em cima dele.

As áreas disponíveis ali são bem variadas. Destaque para os bookmarks (uma espécie de “favorito” privado, para guardar posts sem notificar/alertar seus autores) e as estatísticas, que trazem uma série de dados do seu comportamento no uso do Mastodon.

Três prints do Ivory mostrando detalhes do menu principal (inferior da tela) e da seleção de linhas do tempo (Home, Local e Federada).
Imagens: Ivory/Núcleo.

O botão de postar é flutuante. É possível arrastá-lo para qualquer um dos quatro cantos da tela.

Ao ser tocado, ele exibe o campo de edição de novos posts. Novamente: todas as opções possíveis estão ali, até mesmo os quatro níveis de visibilidade.

Para não dizer que tudo é perfeito e atualizado, o Ivory ainda não contempla a edição de posts, recurso existente no Mastodon desde março de 2022, nem a criação de posts com aviso de conteúdo (“content warning”).

Dois prints do Ivory mostrando a tela de criação/edição de novos posts.
Imagens: Ivory/Núcleo.

Outros recursos estão ausentes, como suporte a emojis específicos de instâncias. Todos eles estão no radar dos desenvolvedores. No site do Ivory, há uma lista com essas pendências (“Current Roadmap”) que, prometem eles, serão resolvidas num futuro próximo.

Nas configurações, dá para acrescentar outros perfis, alterar o comportamento do aplicativo e como ele lida com recursos do Mastodon (por exemplo, abrir por padrão todos os avisos de conteúdo) e até personalizar detalhes da experiência, como os sons (bem variados e de bom gosto, mas opto por desativá-los) e o ícone do aplicativo.

Três prints do Ivory mostrando as configurações do aplicativo, incluindo a seleção de ícones.
Imagens: Ivory/Núcleo.

O Ivory ainda está em fase “alpha”, mas nem parece: em dois dias de uso, não topei com erros e o aplicativo funcionou muito bem.

Ainda não se sabe quando o Ivory será lançado. A recente quebra da API do Twitter para aplicativos de terceiros, incluindo o Tweetbot, deve acelerar a publicação do Ivory.

No Mastodon, Paul Haddad, um dos desenvolvedores da Tapbots, anunciou que o desenvolvimento do Ivory entrou em “modo hiper” a fim de resolver as 3–4 pendências obrigatórias antes do envio à App Store. No sábado (14), o perfil do Ivory informou que a previsão é de liberar uma versão “early access” até o fim de janeiro.

O Ivory será pago, provavelmente por assinatura — a exemplo do Tweetbot. Se o mesmo preço do aplicativo para Twitter for usado, estamos falando de R$ 3,90 por mês ou R$ 24,90 por ano.

Uma versão para macOS do Ivory também está sendo desenvolvida em paralelo. Ela ainda não está disponível nem em testes e não há previsão de lançamento.


Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca