Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Um canal no Telegram que emula o canal oficial do presidente Lula – usando imagem do político e o mesmo nome – está compartilhando conteúdo extremamente violento de extrema-direita, antissemita e racista.

O caso vale registro porque qualquer usuário que buscar pelo perfil oficial do presidente vai encontrar facilmente o fake, e inadvertidamente pode se inscrever no canal errado. Racismo e apologia ao nazismo são considerados crimes no Brasil.

Até a tarde desta terça-feira, o grupo possuía cerca de 400 inscritos.

Qualquer usuário que buscar pelo canal do Lula vai encontrar o outro canal fake

NÃO CAIA NESSA. O canal oficial de Lula tem o selo azul de verificado e mais de 100 mil inscritos.

DENÚNCIA. O Núcleo reportou o canal ao próprio Telegram pela ferramenta de denúncia na plataforma.

Para denunciar qualquer canal, clique nos três pontinhos ao lado direito do chat > clique em Informações > clique em Denunciar.

ORIGEM. O grupo foi criado em 31.out.2022 e a primeira mensagem foi enviada às 20h14 desse dia, durante a apuração de votos no segundo turno das eleições. As primeiras mensagens eram apenas mensagens encaminhas do canal oficial de Lula.

Gradualmente, o administrador do canal passou a compartilhar conteúdo informal, como um “kit para eleitores do Lula” — composto por cachaça e picanha.

Foi a partir de dez.2022 que o canal começou a compartilhar mensagens com discurso de ódio, desinformação e conspirações de cunho antissemita.

Edição Sérgio Spagnuolo
Telegram
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.