Spotify vai demitir cerca de 600 funcionários

Empresa de streaming não tem conseguido controlar o aumento das despesas operacionais

Em mais um episódio da longa série de demissões na indústria de tecnologia, o Spotify anunciou nesta segunda-feira (23.jan.23) que vai cortar 6% de sua força de trabalho, cerca de 600 funcionários.

Segundo balanço do terceiro trimestre de 2022 (pág.8), o Spotify tem 9.808 funcionários de período integral.

Em comunicado no site de investidores da empresa, o CEO Daniel Ek ressaltou a necessidade de controlar custos, especialmente após a empresa ver o custo operacional superar em duas vezes o avanço da receita.

Só no terceiro trimestre, as despesas operacionais dispararam 65% na comparação anual, ao passo que o prejuízo foi maior do que o esperado.

"Como vocês estão bem cientes, nos últimos meses fizemos um esforço considerável para controlar os custos, mas ele simplesmente não foi suficiente", escreveu Ek aos investidores.

O Spotify se junta a outras demissões em massa nas empresas de tecnologia, como Meta, Twitter, Amazon e, mais recentemente, Google.

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca