Em um fio vago e que não responde a várias dúvidas de desenvolvedores, o Twitter deu alguns detalhes sobre o acesso pago à API da rede social – uma medida que tem gerado bastante controvérsia entre programadores, analistas de dados e até autoridades que utilizam esses dados para entender o debate.

Mesmo jogando luz sobre mais detalhes, ainda não fica claro os limites da nova API paga, como, por exemplo, quantos tweets poderão ser baixados ou qual o rate limit (limite de requisições à API em uma janela de tempo) que será aplicado.

DATA DE FECHAMENTO. Uma novidade é que a API gratuita continuará no ar até dia 13.fev, frente à data original programada para ser fechada de 9.fev.

PREÇO. O acesso "básico" que oferece "uso de nível baixo da API" e acesso à API de anúncios custará $100 por mês, em linha com o que seu dono Elon Musk havia indicado no Twitter.

Não fica nada claro o que esse nível "básico" de "nível baixo" significa.

A API gratuita do Twitter atualmente tem algumas limitações no volume de dados e no histórico, mas em geral é bem generosa.

A modalidade de API Premium do Twitter que ainda está em vigor será descontinuada. Esse tier oferecia acesso a dados específicos.

TIER GRATUITO. O Twitter informou que uma "nova forma" de acesso gratuito será apresentada, impondo um limite de criação de tweets em 1.500 posts por mês para posts automatizados.

O usuário desse bot terá que ser autenticado pela plataforma.

Texto Sérgio Spagnuolo
Twitter/X
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.