Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

A Comissão Europeia abriu um processo contra o Google acusando a Big Tech norte-americana de abusar da sua posição no mercado de publicidade do bloco europeu.

O QUE HOUVE? A ação antitruste foca no papel que o Google tem no mercado de publicidade digital.

Segundo a Comissão Europeia, o Google participa de todas as etapas da compra e venda de anúncios e é um player dominante com seus serviços DFP, Google Ads e DV360.

Desde pelo menos 2014, o Google se aproveita dessa posição para favorecer seus próprios produtos em etapas distintas do processo de compra e venda de anúncios.

“Isso teria reforçado o papel central do Google AdX na cadeia de suprimentos adtech e a capacidade do Google de cobrar uma taxa alta por seu serviço.”

O QUE MAIS? A Comissão Europeia acredita que “remédios comportamentais”, como multas, seriam ineficazes para impedir o Google de continuar abusando da sua posição.

Assim, preliminarmente, a Comissão acredita que a única solução seria separar parte dos serviços de publicidade do Google.

Além disso, o Google pode ser condenado a pagar uma multa de 10% do seu faturamento global.

OUTRO LADO. Em nota ao site The Verge, o vice-presidente de anúncios globais do Google, Dan Tayler, contestou a acusação dos europeus:

“A investigação da Comissão se concentra em um aspecto estreito do nosso negócio de publicidade e não é nova. Discordamos da opinião da CE e responderemos de acordo.”

CONTEXTO. Este não é o primeiro processo do tipo que o Google terá que responder.

No Reino Unido e nos Estados Unidos correm ações similares.

A publicidade responde por cerca de 80% do faturamento do Google.

Via Comissão Europeia, The Verge (ambos em inglês).

Post feito em parceria com o Manual do Usuário

GoogleManual do Usuário
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.